Publicidade
Sex 14 Jan 2011

Bahia e Pará: destinos buscam intercâmbio turístico

Belém, capital do Pará é rodeada pela
"avenida fluvial" Baía do Guajará
(fotos: Délia Coutinho e Paratur/divulgação)

 

Voos diretos encurtam distâncias e propiciam negócios. Aproveitando o lançamento da primeira frequência sem escalas Belém-Salvador, da Trip Linhas Aéreas, a Abav-BA promoveu na semana passada (7 a 9) a missão turístico-comercial na capital paraense. Muito mais do que um famtour, a ação foi o ponto de partida para as negociações entre empresários do trade desses estados visando a ativação de parcerias que atraiam paraenses para a Bahia e vice-versa, com destaque para o turismo religioso. O novo voo com 86 lugares realizado por jato Embraer ligando as duas capitais surge como o grande incentivo para que o "tacacá se aproxime do acarajé".

 

Um grupo formado por diretores de algumas das principais agências e operadoras de turismo de Salvador visitou a capital paraense, onde desfrutaram de programação oferecida pela Abav-PA.

 

Estiveram presentes Pedro Galvão, presidente da Abav-BA, Pedro Costa, presidente do Salvador Convention, Kleber Guimarães, diretor Comercial da WK Turismo, Maria Carmen Mascarenhas, diretora da Giramundo, Maria Angela Carvalho, diretora da Happy Tour, Luiza Pinheiro, diretora da Giro Turismo, Paulo Mattos, diretor da Image Tour, Jean Paul Alfred, diretor da Lilas Viagens, Luiz Augusto Costa, diretor da Shalom. Os executivos comerciais da Trip, Henrique Carvalho e Warlino Silva, também acompanharam o famtour.

 

Por Délia Coutinho*

 

Grupo de diretores de agências e representantes de veículos do trade em visita a Belém do Pará


“São dois locais completamente diferentes e cada um com sua cultura tão própria e marcante. No passado, a carência de voos era muito grande, o que impossibilitava o turismo. Essa nova rota da Trip vai aguçar o interesse de baianos e paraenses para se conhecerem mutuamente. Agora é fundamental a vontade política dos governos estaduais para a geração de recursos para a divulgação das potencialidades turísticas dos dois estados. Nós, empresários, já estamos fazendo a nossa parte”, declara Pedro Galvão, presidente da Abav-BA.

 
“Temos em Belém o apelo do turismo religioso com o Círio de Nazaré para atrair os baianos e, em contraponto, temos as praias e belezas naturais para os paraenses. Hoje, o principal destino do paraense em férias é o Ceará. A Bahia tem tudo para assumir o primeiro lugar”, acrescenta Luiz Costa, da Shalom, especialista em roteiros religiosos no Brasil.

 

Warlino Silva (Trip), Pedro Galvão (Abav-BA),
 Rose Larrat (Abav-PA), e Henrique Carvalho (Trip)


De acordo com a Paratur (órgão estadual de divulgação turística), o Estado possui cinco mil leitos e 112 hotéis. Até 2012 há uma perspectiva de incremento de três mil leitos. Na ocupação média anual, predomina na capital o turismo de eventos e negócios.


O capítulo da Abav no Pará possui 69 associados ativos, segundo a presidente da associação, Rose Larrat. “Promovemos em 2010 seis famtours, em parceria com companhias aéreas. O último deles foi para Salvador, onde começou nossa parceria com os empresários baianos, que estamos muito felizes em receber em nossa cidade”, diz Rose.

 

Turismo religioso é oportunidade  

Não resta dúvida que a forte religiosidade da população é um ponto de convergência entre Belém e Salvador. E quando se fala em turismo religioso, o trade paraense sabe muito bem como aproveitar as potencialidades desse segmento. Belém tem em outubro o Círio de Nazaré, uma das maiores manifestações religiosas do mundo que ocorre há 300 anos, uma romaria que muda o cotidiano da cidade, atraindo mais de 500 mil visitantes anualmente.

 

Período do Círio de Nazaré é também chamado de 'Natal paraense'


Em perspectivas bem mais tímidas se comparado a Belém, mas com grande otimismo, o trade baiano também espera colher frutos do fluxo turístico motivado pela fé com a beatificação da baiana Irmã Dulce, em cerimônia marcada para 22 de maio. “Algumas operadoras de grande porte na Bahia já começaram a estudar pacotes para o período atingindo inclusive a classe C. A Abav está articulando uma visita do Arcebispo de Belém a Salvador para encontro com o Cardeal da Bahia. Queremos que as autoridades católicas divulguem para as comunidades de fieis essas duas manifestações, o Círio de Nazaré e a beatificação de Irmã Dulce”, diz Galvão.

 

Turismo em Belém  

A paisagem nortista com sua flora e fauna amazônica, as igrejas e pontos históricos, a herança indígena na gastronomia, no artesanato, no povo paraense... Há muito o que conhecer em Belém do Pará. A capital que disputa com Manaus as atenções na imensa região Norte oferece um leque de experiências ainda desconhecidas pelo turismo doméstico. Abaixo, um pouco do que tivemos a oportunidade de conhecer.

 

Nosso tour fotográfico começa obrigatoriamente no
Mercado do Ver-o-Peso, uma imensa e centenária feira
livre que simboliza a identidade cultural da cidade

 

 

 

Encontra-se de tudo por lá: frutas exóticas, farinha, castanhas...

 

 

 

...artesanato marajoara, infusões, remédios naturais
de todo tipo e muito peixe

 

 Detalhe em uma das barracas: a sempre presente
Nossa Senhora de Nazaré e os bombons de açaí e cupuaçu

 

Avistamos um pequeno hotel homônimo ao mercado

 

Os barcos que trazem os peixes vendidos no mercado. Infelizmente,é impossível não notar
a quantidade de urubus atraídos pela sujeira

 

Pertinho do Ver-o-Peso está o Museu do Índio...

 

...e a Estação Casa das Docas, um exemplo de projeto turístico
bem sucedido e sustentável para áreas portuárias...

 

 

...oferecendo várias opções de restaurantes e
um boulevard das artes

 

Um dos restaurantes divulga o peixe de rio Filhote,
uma das delícias da gastronomia paraense

 


Infelizmente não tivemos a oportunidade de conhecer o interior do
Teatro da Paz, espaço tombado pelo Patrimônio Nacional, exemplo
da presença do estilo neoclássico no Brasil

 

Essa é a Basílica Santuário de Nazaré, ponto de chegada
dos 4,5 km do percurso do Círio de Nazaré

 

Esta é a sala de souvenires temáticos da igreja e da
romaria comercializados durante todo o ano

 

Também de arquitetura imponente é a
Catedral Metropolitana de Belém

 

Antigo presídio São José, hoje abriga o Pólo Joalheiro e o
Museu das Gemas. Essa foto da entrada do Museu é a única permitida. São expostas inúmeras pedras e é contada
a trajetória do garimpo no Pará

 

Depois de percorrer o museu, é hora de levar para casa pelo menos uma das joias expostas nas lojas


Belém possui o maior centro de convenções do Norte, o Hangar,
responsável por aquecer o turismo de eventos


Mesmo com acesso viário dificultado, vale conhecer o Bioparque
Amazônia, um parque ecológico com diversos animais.
A visita começa no museu onde está um esqueleto
de jacaré abatido com mais de 350 kg


Guia e pesquisador botânico, Eliziário Lahlo, fala sobre o
pássaro pré-histórico que habitava na região


A principal atração são os jacarés...


...vimos dezenas deles nadando nos rios...


...além de pássaros, muitos deles ameaçados de extinção, macacos,
tartarugas e cobras. O ingresso para conhecer o parque custa
R$ 50,00. Além de ver os animais, o visitante pode fazer trilhas
em meio a vegetação amazônica



Outra edificação histórica é a Casa das Onze Janelas, espaço na
beira da Baía, que já foi casa de senhor de engenho e mais
tarde uma área militar. Hoje abriga um restaurante


Local agradável para caminhar, os bancos
estão sempre ocupados por casais


A presença dos canhões lembra o tempo que
a área era ocupada por militares


De lá avistamos esse barco que na verdade funciona como museu


Entre os melhores hotéis da cidade está o Crowne Plaza
que serve uma excelente feijoada aos sábados


Falando em boa mesa, lembramos que a gastronomia paraense
é uma das mais peculiares do Brasil. Na foto está o Pato no Tucupi,
uma das iguarias locais, como o Tacacá, Maniçoba, a Caldeirada,
o Musse de Cupuaçu...


Quem escolhe hotéis somente pela tarifa, conta com
alguns equipamentos supereconômicos, como
o Soft Inn, cuja diária está em R$ 119,00


Construído às margens do rio Guamá, o Mangal das Garças
é outro ponto imperdível na visita


O mapa do parque direciona os turistas ao restaurante, com
uma das melhores gastronomias da cidade, a loja...


...os pontos onde se concentram as exóticas aves do lugar...


...e o mirante panorâmico


Para fechar a ida a Belém com chave de ouro, o passeio no barco Tribo dos Kayapos é indispensável. É a oportunidade de ter outra visão de pontos já vistos acima como o...


...o mercado Ver-o-Peso...


...as docas...


...bares na beira do rio suspensos por estruturas de madeira...


...e além de apreciar a vista, os turistas assistem ao espetáculo
de danças típicas. Os passeios, que duram de 1h30 a até 12h,
são operados pela Valeverde Turismo

 

 

Onde Ficar

Crowne Plaza - www.crowneplaza.com
Expresso XXI Nazaré - www.gruposolare.com.br
Expresso XXI Batista Campos - www.gruposolare.com.br
Hilton Belém - www.hilton.com
Ibis Belém - www.accorhotels.com
Regente - www.hregente.com.br
Soft Inn Plus - www.gruposolare.com.br

 

 

*O Hôtelier News viajou a convite da Abav-BA e Trip Linhas Aéreas.

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter