Publicidade
Seg 21 Mar 2016

Conheça o Faial Prime Suites (SC), hotel-modelo de uma rede que está nascendo

Suite Premium do empreendimento que está sendo todo reformado
(fotos: Peter Kutuchian)

Como é que nasce uma rede hoteleira? Acredito que poucos profissionais da escrita têm ou tiveram a oportunidade em acompanhar, desde o início, a criação de uma empresa especializada em prover hospedagem e acolhimento aos viajantes. É exatamente esse o sentimento que emana ao escrever esta matéria sobre o nascimento da rede Faial, tocada por Adriano Palma Silva, diretor do Faial Prime Suites, empreendimento inaugurado na Ilha de Florianópolis, em 1979, pelo seu pai Adrualdo, que já deixou esta esfera.

Mas, antes, vamos voltar um pouco na linha do tempo. Naquela época a Ilha da Magia não era conhecida e não tinha sequer esse apelido. O turismo de lazer baseava-se nas famílias locais, residentes nas cercanias da região central da cidade, e que tinham "suas casas de praia” na região Norte. O que 40 Km - distância do centro até a praia Brava, por exemplo - representam hoje, há 35 anos eram considerados uma viagem. O turismo de negócios ainda usava fraldas e havia poucos hotéis na cidade, restritos a região central. Hotel em Canasvieiras ou Ingleses? Nem pensar. A possibilidade em se hospedar nessas e em outras praias afastadas de onde fica o Mercado Municipal, limitavam o turista a ficar nas pensões - genitoras das atuais pousadas.


Adriano Palma Silva

Empreender um hotel poderia ser um devaneio de um sonhador ou visionário, ou ainda, simplesmente, da missão econômica de um empresário. E foi nesse escopo que o senhor Silva construiu o Hotel Faial, que na sua primeira etapa teve 55 quartos. 

Instalado na rua Felipe Schmidt, no alto da colina e com vista para o continente, o Faial teve a sorte em permanecer em uma quadra que manteve uma característica diferente de outros logradouros da região, principalmente daqueles que se transformaram em calçadões, concentrando lojas populares, o que não é o caso do comércio em sua frente, que conta com cafeterias, doçarias, lojas de vestuários e cuja arquitetura cria até um charme para suas fachadas.

Na década de 1990 o Faial recebeu uma expansão, outra torre foi construída, dobrando sua oferta de unidades habitacionais. Durante 20 anos, o empreendimento foi gerido por uma administração familiar, como um negócio comum, até que no início desta década, Adriano resolveu dar um novo direcionamento ao seu hotel. Ele escolheu o caminho da profissionalização e colocou como meta transformar o Faial no melhor meio de hospedagem da região central de Florianópolis. 

Trabalhando no hotel há 22 primaveras e tendo começado com 16 anos de idade, Silva conhece todos os processos, tendo passado por vários desafios econômicos e de operação durante esse período. O sentimento maior em dar continuidade ao projeto de seu pai o fez sair pelo mundo para pesquisar outros hotéis, visitar inúmeras feiras do segmento de decoração para entender melhor qual direção seguir. Foi a China atrás de materiais, contatou importadores, projetou o novo mobiliário e tocou sua execução e, principalmente, aprendeu a comprar, pois cada real bem gasto, fazia parte de sua estratégia para mudar o hotel. 

Uma reforma era mais do que necessária, e não apenas no quesito estrutural, mas sim na gestão como um todo. A melhoria da equipe e dos processos internos tinham que ser iniciados ao mesmo tempo que a reforma era iniciada. Para isso, contratou Hugo Becker como gerente geral, que com sua experiência na hotelaria de redes, iniciou um processo para trocar e capacitar os colaboradores que decidiram continuar na nova fase.

No meio do caminho, Adriano percebeu que tinha adquirido uma expertise muito importante, e que poderia dar um novo direcionamento ao seu negócio. Notando que muitos hotéis na região, e em outras cidades do País, enfrentam a mesma dificuldade da decadência versus a chegada de novos empreendimentos, tornando-os um alvo fácil para sua extinção. Assim, ele viu a oportunidade em criar sua própria rede.

A ideia é abordar os hoteleiros “cansados” para propor um arrendamento a longo prazo, assumindo o hotel e investindo, com capital próprio, no retrofit e iniciando, ao mesmo tempo, o processo de gestão do meio de hospedagem. O interesse é nos edifícios com no mínimo cem apartamentos e com boa localização. 

“A transformação do nosso empreendimento no Faial Suites Prime nos permitiu adquirir uma expertise muito especial nos processos de retrofit”, comenta Adriano. Ele explica que as etapas precisam ser muito bem planejadas para que a obra não saia do controle e leve o hoteleiro a uma situação econômica desfavorável. “O planejamento no que as unidades habitacionais irão se transformar requer um estudo prévio para poder viabilizar a própria execução, saber pesquisar os materiais e descobrir como e onde compra-los é uma das etapas mais importantes de todo o processo”, explica.

“Queremos ser uma opção distinta de algumas redes que estão no mercado e apresentar uma solução inteligente para o hoteleiro, proprietário do empreendimento. O momento é favorável para se tomar uma atitude, visando o aprimoramento e favorecendo a permanência do produto no mercado”, coloca Adriano.

Nossa reportagem conheceu o produto já na fase final do retrofit, que começou há dois anos e seis meses. Os últimos três pavimentos estavam completamente “demolidos”, mantendo apenas as paredes estruturais. Porém, as novas habitações mostraram ser de um padrão especial, com destaque ao projeto de iluminação e decoração. Confira na galeria abaixo e comprove.

Seguindo o cronograma, ainda resta executar a renovação da fachada e repaginar os uniformes dos colaboradores. “Em junho devemos finalizar os apartamentos e até o fim do ano estaremos com as obras totalmente concluídas”, adianta Silva.

O Faial Prime Suites conta com 115 suítes, divididas em três categorias: Executive, Executive Superior e Premium, esta com 32 metros quadrados de espaço e equipada com TV de 42”. Bancada de trabalho, ar-condicionado split, cofre, secador de cabelos profissional, frigobar e acesso wi-fi à internet fazem parte do rol de amenidades dentro das UH’s.

Já na infraestrutura, o empreendimento oferece o restaurante , onde é servido o café da manhã, o Bar & Bistrô Faial, que dispõe de buffet livre no almoço e jantar, seis salas para reuniões e treinamentos e um salão com capacidade para 120 pessoas no formato auditório. Room Service 24 horas, lavanderia e estacionamento completam a lista das “atrações” do Faial Prime Suites. 

Confira na galeria abaixo toda a infraestrutura do Faial Prime Suites.

Serviço
faialprime.com.br

* A reportagem do Hôtelier News viajpu para Florianópolis a convita do Faial Prime Suites

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter