Publicidade
Qua 31 Mai 2017

Conheça as cinco maiores falhas cometidas na construção de websites de hotéis

De todas as ferramentas de Marketing presentes em hotéis e de todas as táticas e estratégias existentes, nenhuma é mais vital para o sucesso de um empreendimento do que o seu próprio site de reservas diretas.

No entanto, apesar da sua importância, ainda é comum encontrar hotéis cometendo erros que acabam fazendo com que percam em receita e desempenho. O site Tambourine listou os equívocos mais comuns cometidos neste sentido.

1 - Estagnação do modelo

Não é apenas o site do hotel que causa a primeira impressão, e sim o conceito da estratégia de Marketing de cada empreendimento. Uma boa campanha ou ferramenta de Marketing flui a partir dos esforços combinados de toda a equipe envolvida. Trate o seu website como uma aplicação, um software e não como uma simples brochura. As comodidades, os padrões de navegação, a captação de e-mails, o chat em tempo real - tudo isso muda constantemente - e é necessário acompanhar tais mudanças.

2 - Falta de um visual mais atrativo

A primeira impressão leva apenas alguns segundos para ser registrada no inconsciente. Se o website é "sem brilho" e com imagens sem qualidade, as pessoas vão logo concluir que o empreendimento também não possui brilho algum que enriqueça a sua experiência. Estudos mostram que a fotografia do hotel tem o poder de mudar a decisão do cliente, levando-o de "não interessado" para hóspede. As fotos não podem ser subestimadas, elas são sim, parte integrante do processo de tomada de decisão no momento da busca por hospedagens. Incentivar o hóspede a fazer suas próprias fotos e compartilhá-las é de essencial valor para o negócio, principalmente com a aderência do público aos sites de reviews. A experiência pessoal de cada um passou a ter peso de ouro.

3 - A prova social

No Marketing, o compartilhamento de experiências pessoais de clientes que passaram pelo empreendimento, além da divulgação de reconhecimentos concedidos por revistas ou formadores de opinião, é conhecido como "prova social". É preciso certificar-se de que as melhores e mais convincentes experiências postadas pelos hóspedes estão alcançando o público e atestando o empreendimento como uma opção confiável.

4 - O hotel como parte da história do destino

Cada vez mais os viajantes modernos são motivados a reservar também com base no que está fora das paredes dos hotéis. Querem experimentar o destino de forma completa e abrangente e o hotel onde estão hospedados deve fazer parte da experiência. Assim, um bom website não deve se concentrar somente na propriedade e sim na promoção do destino e no hotel como epicentro da região. Dessa forma, os melhores bares e restaurantes, os pontos de interesse e locais históricos devem ter lugar de destaque entre as facilidades da ferramenta.

5 - Ausência de tecnologia

Como foi falado no primeiro item da lista, o website nunca deve ser uma peça de Marketing "estagnada". É a peça central onde estão concentrados todos os esforços da equipe de Marketing na venda do empreendimento. Porém, também deve proporcionar ao usuário, facilidades na sua utilização, pois ninguém quer perder tempo ou se deparar com obstáculos diversos para alcançar o seu objetivo na visita. Hoje a tecnologia permite aos profissionais, inúmeras possibilidades para incremento do website com o objetivo de maximização das atrações do hotel a cada clique, gerando dessa forma, o máximo de receitas possíveis.

* Crédito da foto: Pixabay/geralt

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter