e-Visa gera boas previsões para turismo do Rio; estimativa é incremento de 20% em visitações

 

Os números animam o turismo carioca que espera aumentar em 20% a entrada de visitantes na cidadeCidade é uma das principais opções de turismo no País

 

Em vigor desde o último dia 25 de janeiro, o Programa de Visto de Visita por Meio Eletrônico - chamado e-Visa - aos cidadãos americanos já apresenta resultados positivos. De acordo com a Divisão de Imigração do Ministério das Relações Exteriores, as solicitações de vistos pelos americanos chegaram a 3 mil apenas nesta semana. Os números refletem em boas previsões para o turismo do Rio de Janeiro, que espera aumentar em 20% a entrada de visitantes na cidade. A estimativa é do Rio CVB (Rio Convention & Visitors Bureau).

"Devemos lembrar que americanos mantêm as viagens no orçamento anual, sendo um dos que mais gastam e permanecem mais tempo em seu destino de férias. Com a facilidade do visto eletrônico, a expectativa é aumentar a entrada destes visitantes em nossa cidade. E, por consequência, aumentar também a receita deixada por eles", pontua Sonia Chami, presidente do Rio CVB.

No mesmo sentido, Nilo Sergio Felix, secretário de Turismo do Rio de Janeiro, comenta que há décadas trabalha por essa facilitação. "O Rio de Janeiro tem muito o que comemorar. Trinta e quatro por cento dos 6 milhões de turistas que visitam o Brasil, passam pelo nosso Estado. A conquista do E-Visa vai, com certeza, representar importante incremento de visitantes no nosso Estado. Nossa expectativa é dobrar o número de turistas para o nosso destino". 

A estimativa do secretário leva em consideração um levantamento feito pelo próprio Rio CVB. O relatório, elaborado em 2016, revela que turistas americanos foram responsáveis por injetar na economia carioca cerca de US$ 248 milhões. Anualmente, a capital fluminense recebe, em média, 250 mil turistas dos Estados Unidos. Hoje eles ocupam a segunda posição no ranking dos principais mercados emissores internacionais, atrás apenas dos argentinos.

Razão das boas previsões

A janela que traz o vento de otimismo é fruto da Lei nº 13.445, referente às novas normas de imigração. Os países contemplados são Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão, responsáveis, atualmente, por 63,74% das solicitações de vistos para o Brasil. 

"São 20 anos nesta luta para facilitar a entrada de turistas que querem conhecer o Brasil e essa iniciativa será um grande impulso para o turismo receptivo internacional. No ano passado, recebemos 570 mil americanos e nossa expectativa é dobrar esse número em dois anos", destaca o deputado federal Otávio Leite, autor do requerimento do visto eletrônico na Câmara dos Deputados.

O novo sistema de visto eletrônico permite ao visitante a permanência em território nacional pelo período de 90 dias, seja em caráter de lazer, estudos ou negócios. O processo para retirar o visto pode ser feito de forma remota, website ou aplicativo de celular, com prazo de até 5 dias úteis para ser concedido, caso não haja nenhum impedimento.

Primeiros resultados

A Austrália foi o primeiro país a utilizar o novo sistema de visto eletrônico, que teve início em 21 de novembro do ano passado. Segundo a Abav-RJ (Associação Brasileira dos Agentes de Viagem), a implementação do e-Visa aos australianos já representa uma parcela significativa nas solicitações de visto para o Brasil.

"O turismo é o segmento que mais cresce no mundo e a implantação do visto eletrônico é uma ótima estratégia para atrairmos esse público. Para se ter uma ideia dos benefícios desta medida, no último mês foi registrado um aumento de 30% na solicitação de vistos pelos australianos", comenta Cristina Fritsch. presidente da ABAV-RJ.

* Foto de capa: Pixabay/nuno_lopes

 

Comentários