Publicidade
Ter 08 Ago 2017

Estudo da GBTA Foundation prevê aumento da predileção dos hóspedes por hotéis com práticas sustentáveis

Em abril deste ano, a GBTA Foundation, braço educacional da Global Business Travel Association, lançou o estudo Corporate Social Responsability: Going Beyond Green (em português, Estudo de Responsabilidade Social: Indo Além do Verde) em que chama a atenção para a melhora das empresas no que concerne à práticas de sustentabilidade empresarial.

"Agora, mais do que nunca, as empresas estão adotando uma linguagem holística para melhorar o que muitos chamam de três P´s: People, Planet and Profits (pessoas, planeta e lucros)", disse Kate Vasiloff, gerente de pesquisa da GBTA.

Embora a pesquisa mostre que apenas 16% dos profissionais de viagens já tenham como hábito incentivar os viajantes na escolha do hotel conforme suas práticas sustentáveis, o documento assinala o início de um diálogo que provavelmente resultará em uma transformação radical nas práticas comerciais. Dessa forma, hotéis com práticas robustas de sustentabilidade não só ficarão em uma boa posição na corrida pelo melhor desempenho como também têm mais chances de ficar à frente de seus concorrentes a partir de agora.

Nesse sentido, hotéis em todo o mundo já mantém uma série de iniciativas verdes, como sensores nos quartos, iluminação em LED e cartões de reutilização de toalhas e lençóis. A Casa Marina - a Waldorf-Astoria Resort, em Key West, por exemplo, possui uma cisterna com capacidade de armazenamento de até 750 mil litros de águas pluviais destinadas ao paisagismo. Já o Hilton Chicago implantou a política "do campo para a mesa" com sucesso, inclusive oferecendo aos hóspedes visitas guiadas pelas fazendas onde é feito o cultivo dos ingredientes utilizados em suas receitas.

O San Francisco Chronicle, recentemente definido como "hotel dos hipsters" utiliza madeira recuperada, materiais readaptados e mobiliário retrô nos seus interiores. O Hotel Skyler, em Nova York, é outro exemplo - primeiro empreendimento da Tapestry Collection do Hilton no destino, utiliza materiais reutilizados para os vitrais e outros elementos do hotel, mesclando a preservação histórica do edifício à vibração que Tom Fernandez, diretor de Desenvolvimento da unidade, chama de "eco-chic".

Talvez o exemplo mais "diferente" esteja no Windsor Court Hotel, de Nova Orleans, também nos Estados Unidos. A montadora de automóveis Tesla produziu 83.922 carros elétricos em 2016, 64% a mais do que em 2015. O Windsor Court Hotel, acreditando no potencial do segmento, implantou, em parceria com a Tesla Motors e as empresas Energy Solutions e EnviroSpark, duas estações de carregamento para os automóveis elétricos, compátiveis com todas as marcas disponíveis e operadas pelos próprios manobristas dos hotéis.

* Crédito da imagem: Pixabay/ElisaRiva

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter