Publicidade
Sex 28 Jul 2017

Feira de Turismo Termal deve atrair representantes de 40 países à Foz do Iguaçu

Dados da Organização Mundial do Turismo apontam que o turismo termal deve crescer 9% nos próximos cinco anos, o dobro do esperado para o turismo convencional. Pensando neste nicho, Foz do Iguaçu (PR) vai sediar no próximo ano, a 18ª edição da Feira Internacional de Turismo Termal, Saúde e Bem-Estar, a Termatalia 2018.

A assinatura do termo de compromisso para a realização do evento na cidade ocorreu nesta quinta-feira (27), no Centro de Recepção de Visitantes da Itaipu Binacional, por representantes do Fundo de Desenvolvimento e Promoção Turística do Iguaçu, o Fundo Iguaçu, e da direção da Fundação Feiras e Exposições de Ourense, a Expourense, da Espanha.

Participaram da cerimônia, Alejandro Rubín, diretor da Expourense; e Carlos Silva, presidente do Fundo Iguaçu. Também estavam presentes, Chico Brasileiro,  prefeito de Foz; Luís Fernando Leone Vianna, diretor-geral brasileiro de Itaipu; e Gilmar Piolla, secretário municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos  – entre outras autoridades.

Alejandro Rubín disse que a feira é reconhecida como a mais importante do setor e deve atrair cerca de três mil profissionais do turismo de 40 países. “Estamos fazendo uma aposta e valorizando o que o turista do futuro vai querer: bem-estar, experiências distintas. Estamos convencidos de que Foz é um destino que trabalha nesta linha e que tem muitas potencialidades”

Ainda segundo ele, Foz do Iguaçu foi escolhida para sediar o evento por reunir uma série de atributos – a começar pelo fato de a cidade ser reconhecida como um destino ligado às águas. “Nós defendemos a cultura da água. E Foz do Iguaçu é água”, afirmou, referindo-se às Cataratas do Iguaçu. “Também valorizamos o cuidado com o meio ambiente e a sustentabilidade. Além disso, o interesse pelo termalismo mostra que Foz é um destino inovador”, acrescentou.

Para o prefeito Chico Brasileiro, o evento abre um novo nicho para o turismo da região. “Quando pensam que o turismo se esgotou, é o contrário: o turismo está só começando. Porque sabemos que o mundo inteiro está procurando destinos com estrutura para o termalismo. Por isso, apostar nesse caminho representa inovação e perspectiva de futuro”, disse.

Luís Fernando Leone Vianna afirmou na ocasião que, quanto maior o número de visitantes na cidade, maior o número de pessoas que procuram os atrativos turísticos de Itaipu. “Hoje temos cerca de 600 mil turistas que visitam a usina todos os anos. Queremos aumentar esse número, para que mais pessoas tenham contato com essa fonte de geração de energia limpa e renovável.”

Carlos Silva por sua vez, observou que a vinda da Termatalia a Foz do Iguaçu fortalece e consolida o trabalho de muitos empresários do setor. Ele citou hotéis e parques aquáticos da região que estão investindo no segmento. “Queremos que o cliente venha para cá e tenha contemplação, hotelaria inigualável, gastronomia, compras e também as águas termais.”

“É uma nova oportunidade que surge para a diversificação da oferta turística do Destino Iguaçu”, complementou Gilmar Piolla. “Temos um imenso potencial do Aquífero Guarani, que precisa ser aproveitado. E acredito que a vinda da Termatalia a Foz vai despertar interesses, despertar investimentos, e vai tornar a região conhecida como um destino termal – não só nacional, como internacionalmente”, completou.

O anúncio da escolha de Foz como sede do evento foi feito oficialmente em abril pelo governo da Província de Ourense, que pertence à comunidade autônoma da Galícia, na Espanha.

Além da Termatalia, serão realizados mais três eventos em Foz do Iguaçu em setembro do próximo ano: o Fórum Água & Termalismo, em parceria com a Universidade de Vigo e universidades brasileiras; o Concurso Mundial de Águas Minerais; e o Capítulo Extraordinário da Ordem do Caminho de Santiago, com a investidura de cavaleiros e damas (defensores do Caminho e protetores dos peregrinos) de diversos países.

Foz do Iguaçu é uma cidade cujos principais recursos econômicos estão estreitamente vinculados à água: a usina de Itaipu, a maior do mundo em geração de energia, e as famosas Cataratas do Iguaçu. Além disso, a região da Bacia do Rio Paraná está assentada sobre o Aquífero Guarani, considerado o maior reservatório de água potável do mundo, utilizado por vários centros hidrotermais por suas propriedades terapêuticas já reconhecidas.

* Crédito da foto: Rubens Fraulini

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter