Publicidade
A&B
Ter 12 Set 2017

Frank Bar do Maksoud Plaza (SP) lança carta de drinques que remete aos primórdios da coquetelaria

O Frank Bar, espaço do hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, acaba de anunciar o lançamento de uma nova carta de drinques assinada pelo Head Bartender Spencer Amereno.

A edição 2017/2018 conta com 20 drinques, sendo 17 exclusivos, além de uma variada seleção de bebidas para degustação em doses. Tudo isso integrado ao ambiente vintage, sofisticado e decorado com poltronas de couro vermelhas, luz mais baixa e equipe treinada.

A primeira seção <i>Simulacrum</i> é focada em grandes ícones da coquetelaria, mas vai contra a mentalidade purista, de que o drinque deve seguir a receita à risca. É a escolha para quem quer viajar no tempo e entender o clima de quando e onde um drinque foi criado, com grandes interpretações e toques especiais do Head Bartender do Frank Bar.

Já a <i>Stratum</i> trata-se de uma camada da seção anterior, mas não é focada no autor e sim no drinque como influência. São coquetéis pouco populares, para não dizer esquecidos, e que precisam ser trazidos à tona, pois suas receitas têm potencial para se adequar ao paladar moderno, mas contando com um toque mais que especial de Spencer Amereno. Há três variações a serem experimentadas: ‘Ambrosia’, com Poire Williams Eua de Vie, Havana Club 7, marmelada de laranja vermelha com sour beer, Espumante Brut e CO²; ‘Mamie Taylor’, já apresentado na ação Segunda Dewar´s, e ‘Fernet Cocktail’, com um perfil de baunilha, amargo e resinoso.  
A terceira parte é a <i>Circumlocution</i>. São drinques já bastante consumidos e podem ser difíceis para se fazer uma nova versão, mas existe criatividade para tudo, ainda mais nas mãos de Amereno. “Tudo pode ser recriado, desde que tenha qualidade e não seja um ultraje ao autor”, complementa Amereno. Aqui pode-se citar o ‘Maverick Negroni’, feito com Gin, Fernando de Castilla Classic Manzanilla, chocolate bitters, Amaro Lucano, óleo de castanha do pará e sal; o ‘Aperol Soyer Au Champanhe’; o ‘Sangre y Humo’, um Bloody Mary mais que renovado; e o ‘Non Compos Mentis’, uma nova versão do White Russian.
 
E a quarta seção chamada <i>Opus</i> é composta pelas obras de Spencer e tem tudo a ver com a contemporaneidade. São elas: ‘Ataraxia’, um drinque defumado, cítrico, levemente frutado e doce à base de Evan Williams Black; ‘A Smash’, composto por Gin Beefeater, Sencha Noily Prat, folhas de aipo, hortelã bicolor, chutney de manga, limão siciliano e puxuri; e o já conhecido ‘Nahua Cooler’, que tem aroma de lúpulo, é refrescante, lático e leva tequila.
 
Na seleção também continua um drinque mais que brasileiro criado por José Ronaldo, sub-chefe do bar, que traz seu toque baiano para a casa. O ‘Café da Manhã Nordestino’ leva Jim Beam Black, manteiga, xarope de café com especiarias, limão tahiti, ovo inteiro e cacau 100%, mais uma vez provando que a criatividade é o principal ingrediente da carta.

* Crédito da foto: divulgação/Maksoud Plaza

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter