Internet além das reservas online: mídias sociais


Um dos símbolos do Twitter
(imagem: uxukalhus.blogspot.com)
 
Contato com pessoas diferentes e do mundo inteiro, dinamismo, falta de rotina e agilidade: estamos falando de um hotel ou da internet? Esses dois universos que apresentam tantas coisas em comum estão cada vez mais interligados.
 
Só no que diz respeito a reservas on line, temos exemplos como a Hoteis.com, que vai investir cerca de US$ 2 bilhões para ter crescimento de 300% no Brasil; o Real Classic Hotel, no qual 86% das reservas são feitas por alguma ferramenta online e a Atlantica Hotels que conseguiu aumento de 57% no acumulado até agosto.
 
A Hotel 10 teve um incremento de 150% após reformulação de seu site e também a Accor Hospitality está promovendo mudanças em sua página, a qual terá um link para contas pessoais. Outro meio de hospedagem que tem intenção de aumentar o número de reservas nesta modalidade é o Mantra, localizado no Uruguai. A expectativa é obter um crescimento de 15% depois da reestruturação do site.
 
Embora esses números cresçam cada vez mais, não há nenhuma novidade em se usar a internet para facilitar o processo de reservas. A utilização da web para reforçar os conceitos citados no primeiro parágrafo, referentes ao relacionamento pessoal, é que têm chamado atenção. Entre as principais ferramentas estão os Blogs, Orkut e o Facebook, mas aquela que se destaca atualmente é o Twitter - um serviço de micro blog, no qual as pessoas podem publicar mensagens de até 140 caracteres e escolher outras pessoas de quem elas verão os recados. Só nós aqui do Hôtelier News seguimos cerca de 45 empreendimentos e redes hoteleiras - sim, nós também temos: www.twitter.com/hoteliernews.
 
Fábio Elói de Oliveira, profissional graduado em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo e com MBA em Planejamento e Gestão Estratégica de Marketing pelo Centro Universitário Fundação Santo André, explica que a rapidez com que uma marca pode ser consolidada com o uso das mídias sociais é um dos pontos fundamentais da questão. "O feedback é imediato e a propagação das informações também. Por isso é necessário ser transparente e cauteloso", diz.
 
O Beach Park, localizado no Ceará, aproveitou uma de suas personagens - a Dona Foca - para interagir com os hóspedes. A @donafoca conta quem foram os visitantes famosos e indica jogos disponíveis no site do empreendimento.
 
 
"As novas mídias são fascinantes e muito dinâmicas. Estamos ainda aprendendo como obter o melhor desse canal poderoso, estudando o comportamento do consumidor num ambiente de contatos instantâneos como o Twitter, por exemplo. Avaliamos as reações e o retorno dos nossos feeds para desenvolver e aprimorar conteúdo e linguagem, e estamos estruturando uma área que irá dedicar-se inteiramente aos projetos digitais", informa Clarisse Linhares, gerente de marketing do complexo Beach Park.
 
A Atlantica Hotels, por meio do @atlanticabrasil, divulga algumas promoções e também dicas culturais e passeios nos destinos, além de indicar notícias sobre seus empreendimentos.
 
"Nosso consumidor quer ser ouvido. As nossas ações devem levar em conta o que ele quer e atingir os diversos públicos de forma satisfatória", disse Annie Morrissey, diretora de Vendas, Marketing e Receitas da Atlantica Hotels, que recentemente participou do 1º Seminário Hôtelier News de Marketing e Vendas.
 
O Costão do Santinho, localizado em Florianópolis, aproveita o Twitter para saudar o país citando a conquista das Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016, e também aproveita para falar sobre ecoturismo e a previsão do tempo. Já o Santa Paula, localizado no litoral do Paraná, traz informações sobre o turismo em geral, as ações feitas no destino e informa sobre o clima.
 
 
"Um diferencial na utilização destas ferramentas é trabalhar com a expectativa do cliente. As pessoas já imaginam que vão encontrar informações sobre preços e promoções, por exemplo, e você precisa ir além. Assim seu canal e produto se tornam referência e sempre que o cliente quiser algo diferenciado vai se lembrar de você", diz Oliveira. "Quando você traz dicas sobre os melhores passeios da semana, táxi, enfim, coisas que são úteis para todo mundo, você vai criar vínculos mais sólidos com as pessoas. E quando elas quiserem algum serviço, vão escolher você, porque a gente compra de quem a gente gosta", completa.
 
Dicas técnicas
Claudio Torres, curitibano que é graduado em Engenheira Eletrônica pelo ITA, tem Mestrado em Sistemas pela Universidade de São Paulo (USP), e fez pós-graduação em Marketing na Suécia, escreveu o livro A Bíblia do Marketing Digital e cita em seu blog algumas dicas de como operacionalizar melhor o Twitter:
 
1. Duas alternativas ao navegador são as ferramentas Twhirl e TweetDeck, que utilizam a tecnologia Adobe Air. Com elas você não precisa mudar de página para vizualizar quem te segue, quem te responde e as mensagens diretas.
 
2. Para pesquisar sobre o que estão falando no Twitter você pode usar o Tweetscan, Twitdir ou o Twitter Search. Eles funcionam como um Google específico para o twitter.
 
3. Para seguir conversas no Twitter : O Friendfeed permite concentrar todo o conteúdo disponível em RSS em uma única página.
 
4. Ao usar o símbolo # antes de alguma expressão você pode criar tópicos. Exemplo: #eumedivertinohotelx
 
5. O Twitterlocal filtra usuários por região. Ideal para ações localizadas.
(Aline Costa)
 

Comentários