Mangal das Garças: complexo turístico verde na capital do Pará

mangal aereaLago e borboletário avistados do mirante no Mangal das Garças, em Belém (PA) (fotos: Délia Coutinho e divulgação)

O Parque Mangal das Garças, construído às margens do rio Guamá, é atração turística obrigatória nas visitas à capital do Pará. Aliás, é mais adequado chamá-lo de complexo turístico do que de parque.  Afinal, na área de 40 mil m² estão espalhados borboletário, mirante, lagos, memorial da navegação, orquidário, restaurante (diga-se de passagem um dos melhores de Belém), e, é claro, mais de 35 espécies de aves, dentre elas a garça, que dá nome ao local. Criado em 2005, o Mangal é operado pelo Governo do Pará. Há espaços com visitas monitoradas e é cobrado ingresso para a visita de cada um deles. A melhor opção é adquirir o passaporte (R$ 12) que dá direito a conhecer o Farol de Belém (vista panorâmica imperdível), Viveiro das Aningas, Borboletário e o Memorial da Navegação da Amazônia. Frequentado tanto por turistas como por paraenses, o restaurante Manjar das Garças tem um excelente buffet no almoço, ideal para conhecer as principais iguarias da marcante culinária paraense. Clique para conferir a galeria:  Serviço www.mangalpa.com.br * A repórter do Hôtelier News viajou a Belém (PA) a convite da organização do Festival Internacional do Chocolate & Cacau da Amazônia.  

Comentários