Ministério recua com privatização mas admite abertura de capital da Infraero

(foto: arquivo HN)

Maurício Quintanella, ministro dos Transportes, em declaração dada na audiência na CI (Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado), recuou da intenção de privatizar a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária). Ele, no entanto, admitiu a possibilidade de abrir parte do capital da empresa.

Segundo o ministro, o governo estuda medidas a serem tomadas para resolver os problemas da empresa, que acumula prejuízos bilionários nos últimos anos. Além da venda de parte da Infraero para a iniciativa privada, estão em pauta a concessão em blocos de aeroportos e a criação de uma nova estatal para ficar com os ativos da Infraero ligados à área de navegação e que se chamaria Nav Brasil. 

Quintanella abordou o tema em resposta a uma pergunta sobre o futuro da empresa enviada por um internauta por meio do Portal e-Cidadania.

Comentários