Publicidade
Seg 05 Jun 2017

Previsto para 2018, Gramado Termas Resort Spa tem construção apoiada em metas de sustentabilidade

A perspectiva mostra uma das alas de apartamento do complexo gaúcho
(imagem: divulgação / Insider2)

Previsto para ser um divisor de águas dentro do mercado de Gramado, no interior do Rio Grande do Sul, o Gramado Termas Resort Spa consolida-se como um entusiasta de práticas sustentáveis. Os indícios dessa inclinação já aparecem no processo de construção e no fato de, antes mesmo de abrir as portas, a propriedade consta na lista de empreendimentos com selo Green Building. Outro cuidado dos construtores está em investir numa certificação internacional para homologar a qualificação de "construção verde".

O complexo é uma articulação de duas companhias: Grupo Gramado Parks - holding responsável pela criação do Parque Snowland - e pelo Grupo GR - que desenvolveu outros projetos em Olímpia (SP). Para o desenvolvimento dele, os investimentos chegam a R$ 90 milhões.

O investimento elevado está ligado também ao viés sustentável que os construtores pretendem dar ao empreendimento. O conceito Green Building, buscado pelos desenvolvedores do estabelecimento, é aplicado desde a concepção do prédio, passando pelos projetos, pela obra e em muitos casos, verificando se a operação e o uso do prédio conseguem atingir os princípios/metas de sustentabilidade do projeto. Na aplicação deste protocolo busca-se como resultado a obtenção de pontos que indiquem e premiem o grau de sustentabilidade alcançado pela construção.

Para Roberto Teitelroit, diretor de projetos da Gramado Parks, o Green Building não é um projeto, é um espaço construído. Segundo ele, este conceito, ao premiar os melhores padrões de sustentabilidade, pode ser visto como uma ponte que uniu as forças do capitalismo e ecologia, por meio dos princípios científicos, físicos, químicos e biológicos. 

O protocolo de certificação aplicado no Gramado Termas Resort Spa é também o mais difundido no Brasil e no mundo: trata-se do selo LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), com avaliação pelo USGBC (Conselho Norte-americano de Green Buildings). O selo LEED verifica e mede os investimentos e esforços sustentáveis de uma determinada construção em diferentes áreas, tais como a eficiência energética e hídrica, a implantação e impacto da obra no terreno, a gestão do uso de materiais e redução da emissão de CO2, a qualidade ambiental de interiores e a inovação de processos.

Metas
Também por conta desse pensamento, o Gramado Termas Resort Spa tem como uma de suas metas uma eficiente gestão de energia com redução do custo com energia em R$ 350 mil anuais. Entre as tecnologias ecologicamente corretas utilizadas no empreendimento, destaque para o reuso de água da chuva nos vasos sanitários e irrigação, estação de tratamento de efluentes de altíssima eficiência, atendendo aos padrões do Protocolo de Kyoto, elevadores com reaproveitamento de energia, chuveiros e torneiras de alta performance e com baixo consumo de água, sensores de presença em todas as áreas condominiais internas, reduzindo o consumo de energia, paisagismo com vegetação adaptada ao microclima, reduzindo o consumo de água e previsão de iluminação natural em quase todos os ambientes.

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter