Publicidade
Qui 07 Dez 2017

Rio de Janeiro estima aumento de 20% de visitantes durante 2018, segundo Michael Nagy

Ontem (6), o Rio Convention & Visitors Bureau, juntamente com a ABIH-RJ, o Riotur, a TurisRio, GOL Linhas Aéreas e o RIOgaleão, realizou o Roadshow Visit.Rio. O evento aconteceu no L´Hotel Porto Bay. O objetivo foi aproximar os hotéis com os agentes e operadores de viagem, apresentando novidades e exibindo novos produtos a serem repassados aos próximos viajantes, alcançando a meta visada de 20% de crescimento no número de visitantes no final de 2018.

Durante a abertura do evento, Michael Nagy, diretor do Rio Convention & Visitors Bureau, explorou assuntos que são determinantes para um melhor resultado em questão de número de visitantes no destino fluminense. Dentre os destaques, ele explorou os lados bons, deixando claro as facilidades, festividades e hospitalidade, e os lados ruins, tendo a segurança como principal tema. “O Rio de Janeiro é a cara do Brasil, é protagonista e a segurança é um fator que sempre vai ser levado em consideração. Mas temos hoje 14 mil câmeras. Estamos monitorando a cidade o tempo inteiro. Temos diferentes portes de segurança trabalhando os âmbitos militar, federal, municipal. Domingo lançamos uma campanha onde colocamos quatro mil homens trabalhando na área de Copacabana. O Rio está cuidando dos seus problemas”, destacou.

 

Outro ponto levantado por Nagy foi o legado que o destino deixou tanto depois da Copa e das Olimpíadas. Baseando-se nos anos após tais grandes acontecimentos, o diretor se felicita em declarar que em 2015, o Rio superou aproximadamente 10% do número de visitantes e de ocupação do ano de 2014. Além disso, 2017 superou mais 10% em comparação com 2015. “Uma coisa que acredito importante ressaltar é que, por mais que em comparação com 2016 o número tenha sido de queda de 2% de visitantes, em 2017 tivemos um aumento de 17 mil quartos. Então o sucesso mudou, porque tivemos mais quartos e mesmo assim a ocupação aumentou por questão desse aumento na demanda”. 

Ainda de acordo com Michael, o Rio concentra 372 hotéis e outros meios de hospedagem como hostels, pousadas, que totalizam mais de 60 mil quartos. 

Para o ano que vem, uma das apostas recentes foi em um projeto chamado ‘Rio 2020’. “Este projeto visa voltar a ter os índices de ocupação registrados antes da Copa do Mundo. Agora, nosso lançamento mais recente é o calendário "Rio de Janeiro a janeiro", com eventos durante o ano todo, é como se fossem mini-carnavais em todos os meses. Então é realmente ampliar, expandir e permitir que o público conheça novas pessoas, novos espaços”, detalhou. O objetivo é aumentar cerca de 20% de turistas no Rio de Janeiro para 2018.

* Fotos da Matéria: Felipe Lima

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter