Sabores da Argentina - Making Of: viagem para Mendoza


 
Making Of
1ª parte - Viagem para Mendoza
 

(fotos: Peter Kutuchian)
 
A ideia em realizar o 1º Sabores da Argentina no Brasil nasceu na
cabeça de Claudio Oliveira, diretor geral da rede de hotéis-
boutique Ten Rivers & Ten Lakes. Segundo ele, o propósito é
aprimorar a carta de vinhos que a maioria dos restaurantes pratica
atualmente. "Depois que vi algumas cartas no Brasil percebi que os
gerentes de Alimentos e Bebidas não pareciam ter o conhecimento
da qualidade e diversidade de vinícolas do meu país", comenta.
 
Depois de apresentar o projeto para seu amigo e CEO da Wines of
Argentina (WofA), Mario Giordano, que concordou em investir no
evento, Claudio me contatou para que pudesse ajudá-lo na busca
de alguns restaurantes em São Paulo e na Cidade Maravilhosa. A
proposta inicial foi utilizar a marca Hotel Gourmet para divulgar os
estabelecimentos situados nos hotéis e numa segunda etapa
investir em restaurantes de rua. "Concordamos na hora por saber
da importância dos hotéis na história da gastronomia", diz Oliveira.
 
Os contatos com os hotéis começaram em dezembro de 2009 e a
data escolhida para a realização do Sabores da Argentina é entre
22 e 29 de março. Dos hotéis convidados, oito estão em São Paulo
e seis no Rio de Janeiro. Os hoteleiros gostaram muito da ideia e
ainda mais na forma da organização, que incluiu uma viagem
totalmente patrocinada pela WofA dos gerentes de Alimentos e
Bebidas para Mendoza a fim de conhecerem de perto algumas das
melhores vínicolas da região. "Trazer os hoteleiros para cá faz
parte do nosso plano para difundir os vinhos argentinos e
principalmente mostrar as características da região como clima e
solo, que são propícios para a vinicultura", explica Giordano, da
WofA, entidade que congrega 190 bodegas que juntas
representam a maioria (97%) da exportação de vinhos da
Argentina.
 
A viagem dos hoteleiros para Mendoza foi fracionada em três datas
diferentes para assim facilitar as visitas às bodegas. O primeiro
grupo viajou em 1º de fevereiro e os outros nos dias 8 e 15 do
mesmo mês, respectivamente. A duração de cada viagem foi de
seis dias. Entre as terças e sextas-feiras foram visitadas nove
bodegas, onde quatro vínicolas apresentaram entre três e cinco
rótulos diferentes. Na sexta-feira pela manhã, os produtores de
outras regiões ofereceram a degustação no próprio hotel
Diplomatic, onde ficamos hospedados e na parte da tarde os
grupos realizaram reuniões com a chef Mariana Achaval e Lorena
Buffa para discutir a forma de harmonização durante o Sabores da
Argentina. "Foi muito importante saber a opinião dos hoteleiros e
conhecer seus gostos e tendências na escolha dos vinhos", diz
Mariana. "Os brasileiros sempre possuiam a preferência por vinhos
mais doces mas parece que isto está mudando, a opinião de todos
têm sido mais favorável ao vinho seco e encorpado", emenda
Lorena.
 
Confira abaixo a foto-reportagem da viagem dos hoteleiros à Mendoza e a degustação de mais de 170 rótulos.
 
Por Peter Kutuchian
 

A viagem para Mendoza contou com uma conexão em
Santiago, cruzamos os Andes duas vezes, nada mal!
 

A neve "eterna" é decoração das grandes montanhas
 
 

De repente a paisagem muda se
transformando em um deserto...
 
 

...onde Mendoza foi erguida! Por isso ela é uma cidades mais
arborizadas da Argentina, o clima é seco e o calor suportável
 
 
 A hospedagem foi no Hotel Diplomatic
 
 No primeiro dia, saímos para jantar no Park
Hyatt; esta é a entrada pelo cassino do hotel
 
Muitos restaurantes de Mendoza dispõe suas mesas na calçada
 

As churrasqueiras podem ser vistas por todos
 
 
 Locais pitorescos que são beneficiados pela
ausência de chuva. Em Mendoza quase não chove!
 
 Estamos no lobby do Park Hyatt
 
 
 Da janela pode-se ver o brazão iluminado da
cidade, que fica na praça em frente ao hotel
 

A entrada foi a mesma para todos.
Ingredientes comuns com ares nobres
 
 
Um dos pratos escolhidos foi Merluza Negra
 
 

No dia seguinte, a primeira bodega visitada foi a Norton.
Este é um dos vinhedos da vinícola. Reparou na pequena
montanha nevada lá no fundo?
 
Como não clicar esta magnífica matéria-prima do vinho?
 

A Norton é uma das maiores vinícolas da Argentina
 
 
 
 Os hoteleiros do Brasil começam as degustações:
Carlos Ferraz, da rede Othon, Ante Dapic, do Caesar Park Ipanema,
Amarildo da Silva, do Porto Bay RJ, e Gilberto Silva, do
Sheraton Rio de Janeiro
 
 Las Perdices é uma das quatro vínicolas apresentadas
 

Lucia Amarantes, da Pousada Zilah, Victor Royos, do Meliá
Jardim Europa, e a esposa Vivianne, com Patricia Lambert,
da Achaval Ferrer, que apresentou...
 

Algumas preciosidades como estas!
 
 
Já, algumas marcas da Norton incluem a Finca Perdriel...
 

E o espumante Cosecha Especial
 
 
 Símbolo da Norton
 

Os tanques de aço inox estão vazios pois o precioso
líquido foi para os barris para envelhecimento
 
 
 
Alguns dos barris são 100% franceses e outros têm uma
mescla de madeiras dos Estados Unidos e França
 
 
 
Carlos França ouve atentamente as explicações de Alvaro D.
Agüero, sommelier e chefe de Turismo da Norton
 
 
 Durante a visita aos porões da Norton, encontramos
algumas relíquias como essa garrafa safra 1982...
 
 
E essa "pilha" de tentadoras garrafas
 
 Alvaro nos dá tchau e partimos para outra visita
 

Estamos no páteo interno da Bodega Vistalba
 

E aqui, na sala de espera que tem essa vista para um dos vinhedos
 
 
O grupo escuta as explicações sobre a bodega
 
 
Do lado de fora, clicamos uma oliveira com seus frutos
 
 
A mesa para as degustações está pronta!
 

Uma das paredes da sala, que fica dois níveis abaixo, mostra como
é o solo da região: muitas pedras e pouca terra
 

Um clique mais de perto
 

Alejandro Canovas, enólogo, e Francisco Orlando, gerente
comercial, ambos da Vistalba fazem a apresentação antes...
 
 

...do almoço que é realizado no restaurante La Bourgogne,
dentro da vinícola, e pertencente ao famoso
restauranteaur Jean-Paul Bondoux
 

Antes uma foto dos hoteleiros e dos "bodegueiros"
 
 
 
No sentido horário: amuse-bouche, Vitela de ave, Salmão rosado
do pacífico com batatas e vegetais rústicos
e Sopa de chocolate
branco com frutas vermelhas
 
 

Depois da refeição, vamos às degustações!
 
 Os vinhos apresentados pelos anfitriões
 

Não podíamos deixar de clicar o "poema" impresso nos rótulos!
 
  
 Francisco Jurín, gerente de Vendas e Exportações da
Clos de Chacras - Bodega Boutique
 
 Rótulos da Clos de Chacras
 
 Rafael Miranda, enólogo da La Chamiza
 
  Rótulos da La Chamiza
 
 Dá vontade de abraçar as taças...
 
 Jorge Crotta, gerente de Exportação, e Pablo Sanchéz, enólogo.
Ambos da Bodega Catena Zapata...
 

...Descrevem sobre seus vinhos
 
 
 
 Ao deixar a Vistalba, uma linda chuva cai de presente
 

Não poderíamos deixar de clicar esta "máquina"
  
 A degustação da noite acontece no restaurante do afamado
chef Francis Mallmann
 
 O local é repleto de glamour e conta com vários ambientes
 

Esta é a sala onde degustamos excelentes marcas,
repare no pé-direito do espaço
 
 
 
 Maria Valentina González é a responsável por
Turismo & Promoção da bodega Luigi Bosca
 

E estes foram os rótulos que degustamos
 
 
 Em seguida, tivemos o prazer em conhecer
Susana Balbo, proprietária da bodega
Dominio del Plata e presidente da
Wines of Argentina
 

Os cinco rótulos que já são conhecidos no Brasil
 

Carmen Burone, da Benegas nos presenteou...
 

Com três rótulos de excelentes vinhos
 

E para finalizar a noite, Gustavo Marín e Rodrigo Castillo, das
Bodegas Escorihuela, apresentaram seus vinhos...
 

Cujos rótulos incluem as marcas Gascón e 1884
 
 
 O segundo dia de degustações começa na bodega Trivento e
a primeira vinícola a ser apresentada é a Pampas del Sur
 

Fernando Piottante, winemaker, nos passa algumas informações
 

Dois dos cinco rótulos apresentados pela Pampas del Sur
 

Em seguida, Luiz Cabral de Almeida, da
Finca Flichman, demonstrou...
 
 
 As opções especiais da bodega argentina
 

A terceira bodega a se apresentar foi a Melipal,
de propriedade de Santiago Santamaria
 

Pudemos degustar alguns rótulos
 

E adoramos o Malbec Rosé
 

Os anfitriões da casa foram os últimos na degustação da Trivento:
Maximiliano Valles, subgerente, Germán Di Cesare, winemaker, e
M. Victoria Acosta, relações públicas, nos recepcionaram
calorosamente, assim como todos os outros bodegueros
 

Começamos a degustação com o Savignon Blanc,
e ainda provamos de algumas uvas frescas
 
 
Detalhe do rótulo do Sauvignon e do Malbec
 
 
Victoria sente o aroma e Carlos Ferraz analisa a coloração
 

Após a degustação, o grupo conhece as instalações da Trivento
 

Pudemos acompanhar a lavagem dos barris...
 

Escutar as explicaçõe de Germán...
 

E conhecer de perto as vinhas
 

Flagrar, como paparazzis, os cachos pendurados
 

E perceber que a natureza nos fornece de tudo!
 

No final, um brinde à saúde e amizade!
 
Vivianne e Victor Royos com Maximiliano Valles e Victoria Acosta,
ambos da Trivento, e Lucia Amarantes
 

No caminho para a próxima bodega, pudemos apreciar
mais um pouco da paisagem desértica
 

E logo chegamos na Bodega Toso
 

Rodolfo Lupino e Enrique Toso estão prontos para a degustação...
 
 
A Toso é uma das bodegas mais renomadas da Argentina
 

Este rótulo é muito disputado pois a produção
anual é de apenas 40 barris
 

Diane Fabre explica sobre os vinhos que produz
 
 
Vinho produzido na Argentina por franceses
 

O simpático Sebastian Olalla da...
 

Bodega Sottano. Aqui vemos Malbec e Cabernet Sauvignon
 

E o rótulo Judas, que a princípio, era produzido
apenas para consumo próprio da família
 

Federico Boretto, gerente regional, e Carla Castorina,
enóloga, relações públicas e do departamento de Exportação.
Ambos da Trapiche
 
 
O excelente Trapiche Medalla e o Malbec
 

No almoço, surpresa! Una parrilla argentina!
 

Bife de chorizo, morcilla, costela, frango, linguiças...
 

e as tradicionais empanadas, além de salada foram
os pratos oferecidos pelos gentis anfitriões...
 
 
Obviamente, tudo regado com os vinhos já degustados...
 

Após o almoço, uma caminhada para conhecer a Bodega Toso
 

O casal Royos acompanha as explicações
 
Claudio Magni, representante da Zuccardi, Alfredo Meyer, da Cavas del 23, Vivianne Royos, Magdalena Pesce, da Wines of Argentina, e Victor Royos, do Meliá Jardim Europa
 

No dia seguinte, logo pela manhã, saímos a caminho do
Vale de Cuyo, para conhecer mais vinícolas
 

O vale fica distante 40 km de Mendoza
 
Este vulcão está na divisa entre a Argentina e Chile
 
 As vinhas e montanhas, dá para
imaginar este cenário no inverno?
 

Antes das degustações, um passeio para conhecer a vinícola
 

O grupo caminha pelas alamedas
 

Cada tipo de uva conta com folhas diferentes
 

As diferenças são anotadas
 

Veja o tamanho deste cacho!
 

Antes de entrar na vinícola, algumas explicações
 

A Bodega Sophenia foi considerada pelo grupo
como a mais bonita das visitadas
 

Veja o detalhe da forração do teto
 
 Os reservatórios para os vinhos 
 

Os barris que lentamente vão transformando o vinho
 

Local onde algumas garrafas são acondicionadas
 

Vamos para a sala de degustação. A vista de um lado...
 

E do outro mais vinhas; lá embaixo está nossa van
 

Gilberto e Ante começam a sentir os aromas ao mesmo tempo
que escutam as explicações de Juan Estornell, vice-presidente
de Vendas e Marketing da...
 
 
Bodega Andeluna

 
Excelentes opções
 
 
É a vez de Ante Dapic e de Lorena Buffa,
sommelier da Wines of Argentina
 

Gonzalo Gouguenheim apresenta seus vinhos
 
 
Rótulos "clean" escondem sabores especiais
 

Mais um clique irresistível
 

Entre degustações de excelentes vinhos
 

A última degustação é da bodega da casa, Sophenia
 

María Laura Bosch é a gerente da bodega
 
 
Guarde bem esses rótulos!
 

A segunda bodega do dia é a Atamisque. Philippe Caraguel, diretor,
e Jean-Edouard de Rochebouët, diretor geral, nos dão as
boas vindas. Manuelito, nosso guia observa a situação
 

Além dos vinhos, a Atamisque também produz trutas.
Antes das atividades, o almoço. Veja que lugar pitoresco!
 

Uma grande mesa para receber os convidados!
 

Precisa de legenda?
 
 
O prato principal e a sobremesa: truta com vegetais e
sorvete de pêssego sobre a fruta
 

Seguimos para a vínicola que fica longe de onde estávamos.
A área é muito grande!
 

Caminhamos pelo terraço, tudo é de pedra
 

A vista à direita...
 

Um zoom do terroir
 

Olhamos este telhado feito com "lâminas" de pedras
 

Que ideia!
 

Olha lá em cima o terraço onde estávamos
 

O simpático grupo dos "bodegueros" com
Claudio Oliveira, da Ten Rivers & Ten Lakes
(penúltimo à direita)
 
 
 
Uma breve visita à bodega
 

E entre os barris a vista da sala de degustação
 

Clima perfeito!
 

A primeira bodega a se apresentar é a Jean Bousquet,
que se intitula como vinícola orgânica
 
 
O casal Anne Bousquet e Labid Ameri
 

Linda coloração, não?
 
 
E os belos rótulos
 
 
É a vez de Jean-Edoaurd e Philippe
 

Vemos a coloração
 

Um dos rótulos
 

Depois, Silvio Benvenuto, presidente, e Federico Zaina,
gerente técnico, ambos da Benvenuto de la Serna,
mostram seus produtos
 
 
Um dos rótulos se chama Mil Piedras, em homenagem
ao material que existe realmente aos milhares na região,
além das uvas, é óbvio
 

O blend malbec/merlot
 

Mariana Achaval, chef da WofA, e Amarildo
estão compenetrados nas anotações
 

Amarildo me ajuda a registrar esse momento mágico
 

Por último, Hernán Cortegoso, da Serrera,
nos presenteia com os sabores de seus vinhos
 
 
Moments Torrontés, da região, e o Malbec
 

Chegamos à Bodega Ruca Malen, a última do dia
  

Alguns cliques para começar...
 

Logo estamos dentro da bodega escutando as explicações
 
 As dezenas de tonéis de aço inox
 
 Iluminação especial e seu charme


Barris e mais barris...
 

E pilhas de garrafas!
 

O jantar fica para depois das degustações...
 

Que começam com o representante da Los Nevados
 

Que lugar, que cenário!
 
 
Os rótulos são apresentados...
 
E Lorena faz as honras!
 

O segundo da noite é Matias Sánchez Nieto... 
 
 
Da Eral Bravo
 

Os simpáticos Tania Piaggi, relações públicas, e
Pablo M. Profili, winemaker, ambos da Renacer
 

E sua preciosidade, um vinho muito especial,
Enamore!
 

Pablo Cuneo, da Ruca Malen é o último do dia!
 
 
Excelentes vinhos!
 

Vamos para o jantar!
 

A entrada é colorida e saborosa!
 

Lombo de porco com polenta grelhada e vegetais
 

E a sobremesa!
 
 

No último dia, as degustações aconteceram em um dos
salões do Hotel Diplomatic. Vinícolas de outras regiões
apresentaram seus produtos
 

A sommelier Leticia Saguan nos dá as boas vindas!
 

Guido Hegenköter, da Bodega Del Fin Del Mundo
 
 
Com as opções provenientes da Patagônia
 

Luis Daniele, da Bodega Las Moras
 
 
A Las Moras fica em San Juan
 

Pedro Lisandrello, da Tanino
 
 
E um par de seus vinhos
 

Alberto Servidio nos mostrou...
 
 
Vinhos da marca La Espera
 

Francisco Martínez, da Bodega Valentín Bianchi
 
 
O colheita tardia de Semíllon e o tinto
  

Ante e Gilberto "trabalhando"
 
 
Os últimos da degustação: torrontés e tannat
 

Após as últimas degustações, Mariana e Lorena reuniram-se com
os hoteleiros para discutir as ações do festival
 
Depois fomos almoçar no restaurante do hotel,
o Le Bourgogne
 

Já estávamos com fome...
 

Que foi saciada por estas delícias
 

Tentador este sorvete!
 
 Aguarde a 2ª parte do Making Of -
Os Hotéis se preparando para o
Sabores da Argentina

Comentários