Publicidade
Ter 17 Jan 2017

Saiba como um mordomo pode transformar a experiência do hóspede em resorts

Luvas brancas não fazem mais parte de sua indumentária. Com um sorriso no rosto e um aperto de mãos firme, encontro Matthew Houghton, meu mordomo pessoal durante a minha estada no Sandals Royal Caribbean e, daquele momento em diante, este homem mostrará como o empreendimento se preocupa com o bem-estar de seus hóspedes.

Por Tim Johnson, The Star
Houghton agarra minhas malas e em seguida tomamos o caminho para o Royal Duffy, em um veículo pequeno e confortável que nos transporta até a ilha privada onde o Sandals Cay está localizado. A vila em que fico está suspensa sobre as águas azuis de Montego Bay. Ao entrarmos, Houghton faz uma vistoria completa, analisando se meu frigobar está abastecido e se a champagne está no gelo, enquanto eu finalizo meu check-in. A pedido meu, ele altera o horário de uma excursão programada para o dia seguinte e solicita que providenciem o meu café da manhã.

Me distraio por um momento observando o chão de vidro e a vida marinha logo abaixo de meus pés. Ouço água corrente e percebo que Houghton está preparando o meu banho. Depois de um tempo viajando o mundo e escrevendo sobre experiências de luxo, adotei uma política de moderação quando se trata de utilizar os serviços de um mordomo. No entanto, no Sandals Royal Caribbean, a missão é exatamente a oposta. A lista de serviços disponíveis - impressa em papelaria fina - atribui ao mordomo as tarefas de lavanderia, trazer o café da manhã na cama e até mesmo providenciar um jantar romântico na vila.

Depois de um banho e uma boa noite de sono, resolvo passar o dia na piscina enquanto outro mordomo, colega de Houghton, me traz o desjejum e garante que eu esteja sempre com um coquetel em mãos. Recebo até um smartphone exclusivo para a comunicação com os dois profissionais.

Entre mergulhos no mar e passeios pelo resort, reservo um tempo para conversar com alguns colaboradores. Samantha Davis, copeira do empreendimento é quem me explica sobre os requisitos exigidos para o ofício de mordomo no Sandals Royal Caribbean. Segundo ela, todos os mordomos são treinados seguindo os padrões da Guild of Professional English Butler´s da Inglaterra, em processo que dura um mês inteiro de aulas práticas.

Todos pesquisam com antecedências as preferências dos hóspedes antes mesmo do check-in e se apresentam aos hóspedes como um "one stop-shop", ou um misto de concièrge, garçom e especialista local na mesma pessoa. De volta à vila, Houghton antecede-se ao meu pedido e me traz o almoço, harmonizado com drinques jamaicanos como o Ziggy Marley, que leva em sua composição, manga, limão, rum, daiquiri de morango, laranja e Curaçao Blue.

No final da minha estada, peço que me acorde no dia seguinte, o que ele faz sem hesitação e sem se importar quanto à minha vestimenta. Peço-lhe que me ajude a arrumar as malas e descubro outra qualidade sensacional - Houghton possui técnicas incríveis de dobramento de peças - resultando na melhor arrumação de mala que já vi. Pronto para partir, percebo que serei obrigado a desfazer a mala quando chegar, e uma sensação de tristeza me toma, um pouco por pena de desdobrar as peças, que ficaram realmente perfeitas, e um pouco por ter - novamente - de fazer tudo sozinho.

Serviço
thestar.com

* Crédito da foto de capa: Pixabay/msshlee

Notícias Relacionadas

Comentários

Contato

Telefone : (11) 3253-9762

Celular/Claro : (11) 976-527-506

Celular/Claro : (11) 976-536-848

redacao@hoteliernews.com.br

Rede Sociais
Newsletter