Saint Barthélemy: o paraíso caribenho que reúne tradição e luxo

  
Ilha Saint- Barthélemy
(fotos: divulgação / Comitê de Turismo de St. Barthélemy/ Pierre Carreau)

Em meio ao azul preponderante das águas do Caribe, encontra-se a ilha de Saint Barthélemy, conhecida por muitos como Saint Barth. Embora tenha recebido a tutela de uma pluralidade de países, como a Espanha, Inlaterra e Suécia, desde 2007 pertence oficialmente ao estatuto de Coletividade territorial da República Francesa. A península, no entanto, conserva em sua cultura o diálogo entre um passado que não foi esquecido e um presente de prosperidade. 

Hoje, edificações luxuosas e modernas tomam conta da paisagem da ilha, que se destaca como opção de lazer para diversas celebridades, como a modelo Kate Moss e a cantora Beyoncé. Entretanto, nem todos os seus aspectos foram renovados, a arquitetura converva o caráter precavido comum no período de seu povoamente, quando desastres naturais eram extremamente recorrentes. A simplicidade, a conservação de suas tradições, a saudação da ancestralidade e suas belas paisagens, além da riqueza cultural, designaram à Saint Barth uma identidade que desperta a curiosidade de turistas de todo o mundo.

As 16 praias que compõem o litoral de St. Barth compreendem uma série de diversidades que variam desde a cor da areia, tamanho das ondas, a multiplicidade de cores que o mar assume no decorrer do dia. Destaca-se a praia Grand Cul-de-Sac, na ponta Leste da ilha, que, em função de uma parede de corais afastados da areia, cria um piscina natural que permite a prática de esportes naúticos como stand up paddle, kitesurfe, windsurfe e mergulho.  

Se anteriormente a chegada à península era um aventura que só se tornava possivel por meio de cargueios e veleiros, hoje o destino acolhe seus visitantes no aeroporto Gustav III, em Gustavia, capital de Saint Barthélemy. O aeroporto fica de frente para o mar, dispõe de sala climatizada, shopping e snack bar.  Outra opção para chegar a penínsuça é de taxi barco, que consiste em um barco com motor disponível por empresas no aeroporto. 

A penísula compreende pouco mais de 20 hotéis, com um total de aproximandamente 400 quartos. Em geral os meios de hospedagem apresentam poucas acomodações, chalés ou casas inteiras, chamadas de vilas, preservando a exclusividade de acesso ao lugar. O Eden Rock configura entre as unidades mais procuradas na ilha, além de ser o hotel mais antigo, foi construído sobre uma pedra que avança pelo mar em Saint Jean, no litoral Norte da ilha, permitindo uma vista privilegiada da paisagem. Atualmente, o destino está com novos projetos em desenvolvimento no setor hoteleiro, conforme noticiado pelo Hôtelier News.

Conservando aspectos culturais dos países que contribuíram para sua identidade histórica, o destino oferece uma ponte entre culturas e experiências, mostrando o convívio entre a natureza e o urbano. Confira alguns cliques do destino: 

Serviço
www.st-barths.com

Comentários