The Fairmont Acapulco Princess: Tradição e cultura mexicana num hotel mundial de Acapulco


(fotos: Filip Calixto)

Num destino clássico do México, um conjunto de prédios, à beira da praia chama atenção pelo porte. São três edifícios em formato de pirâmide que revelam, a quem entra, grandes salas arejadas com teto alto e robustas colunas aparentemente trabalhadas à mão - pela exatidão de detalhes. Na entrada, a placa avisa: este é um dos dois empreendimentos da rede internacional Fairmont em Acapulco.

Conhecido como Princess (Princesa), o empreendimento não é uma construção nova. As torres, que foram erguidas em homenagem à cultura asteca, estão impressionando os turistas e moradores desde 1971, quando as duas primeiras foram inauguradas depois de um projeto feito e coordenado pelos arquitetos William Rudolph e Leonides Guadarrama. Cerca de 11 anos depois a terceira construção foi concluída.

Criadas para serem partes de um resort, as edificações foram um dos investimentos do bilionário empresário Daniel K. Ludwig, estadunidense conhecido por um projeto de produção de celulose no Brasil, por ser proprietário de uma das maiores companhias armadoras da América e por sua aversão à imprensa. Ludwig decidira apostar no segmento hoteleiro e num destino que acreditava ser paradisíaco. Por anos a propriedade permaneceu sob o controle de seu grupo, até que em 1998 a Canadian Pacific Hotels adquiriu o complexo integrando-o, em outubro de 1999, ao grupo Fairmont Hotels & Resorts, criado após uma fusão da Fairmont Hotels com a Canadian.

Temporadas mais tarde, em 2007, o Global Hospitality Investments - companhia especializada em investimentos imobiliários de Scottsdale, Arizona (EUA) - comprou o resort negociando para que a Fairmont continuasse à frente da administração hoteleira e ficando responsável pela expansão do complexo, bem como pelos investimentos em melhorias e manutenção da propriedade. Desde então, a empresa norte-americana conseguiu adicionar ao complexo dois campos de golfe e um clube de lazer.

A despeito de tantas mudanças administrativas, a preservação da memória mexicana - em decoração, gastronomia e atendimento - não saiu de moda. Tanto nas áreas comuns como no íntimo dos apartamentos, a história e as cores vibrantes do país latino americano pulsam misturadas com o requinte que uma rede hoteleira com 74 meios de hospedagem administrados pelo mundo pode oferecer.

O Fairmont Acapulco Princess é, sobretudo, uma experiência mexicana. Que traz consigo a vivência de uma empresa com presença mundial; a alegria de uma cidade que ainda tem no turismo uma engrenagem vital para fazer a máquina econômica funcionar; e a atmosfera de uma construção pensada para impressionar, com formas e detalhes tão grandiosos quanto milimétricos.

* Por Filip Calixto


Um dos espaços que ligam as torres de apartamentos

O resort
O já considerado histórico empreendimento está numa espécie de bairro fechado mas próximo ao centro da cidade e ao principal centro de convenções do destino. Para chegar à recepção do hotel o cliente passa por duas portarias e na segunda delas precisa revelar em que quarto está hospedado ou de qual evento irá participar. Pela outra entrada do empreendimento, que está conectada à praia, o acesso também é restrito a hóspedes.

Na parte interna os principais serviços e dependências estão no piso térreo. Nesse patamar há um complexo de piscinas, spa, centro de convenções, bar, três restaurantes (um deles ao lado das piscinas), cafeteria, sala de jogos e algumas lojas de conveniência que incluem até uma joalheria.

Apesar da quantidade de opções nenhuma área impressiona mais que o lobby. Num amplo espaço é possível perceber os traços arquitetônicos das antigas construções mexicanas e ver os corredores do prédio principal de apartamentos.  



Apartamentos
Em três torres, o hotel oferece 1011 apartamentos de dimensões e padrão bem parecidos. Todos eles se destacam por ser amplos por apresentarem uma decoração tipicamente mexicana com cores fortes em paredes, enxovais e tapetes.

Todos os quartos têm closet, TV à cabo, ar-condicionado, cafeteira, frigobar, telefone, mesa de trabalho e varanda.



Acapulco
Entres as principais cidades do Estado de Guerrero, Acapulco também figura com destaque na lista de destinos mais importantes nacionalmente. Cidade muito procurada por turistas no final do século XX, perdeu público para outros destinos praianos e agora volta à vitrine alcançando bons números de turistas anualmente.

Em março a reportagem do Hôtelier News visitou o destino e conheceu algumas de suas atrações. Confira aqui.



Serviço
www.fairmont.com

Comentários