Xangai solicita encerramento do site da Marriott e empresa sofre impacto comercial

O momento para a suspensão do site se mostrou desfavorável a rede por conta das festividades e do intenso mercado promissor que o destino se tornou 

As autoridades de Xangai solicitaram o encerramente dos sites e aplicativos chineses da Marriott International por uma semana em janeiro. O pedido foi feito após o grupo hoteleiro divulgar e-mail em que classificou Hong Kong, Macau, Taiwan e Tibet como países separados.

Este desligamento significa um impacto comercial considerável, já que a determinação afeta diretamente a capacidade da empresa de receber reservas. O fato é ainda mais significativo porque o mercado chinês é atualmente o maior do mundo, e marcas hoteleiras globais estão bem cientes da relevância do país. Por fim, a suspensão se torna ainda mais preocupante porque os consumidores chineses dependem cada vez mais de aplicativos móveis para realizar reservas.

Encerramento em mau momento

Não foi um bom período para o grupo ficar fora do ar, já que os chineses estão fazendo seus planos de férias para o próximo Ano Novo Lunar. O evento ocorre no dia 16 de fevereiro e é conhecido como Ano Novo Chinês. A ocasião propicia uma das maiores migrações humanas do mundo, já que centenas de milhões de viajantes da China retornam para casa. 

A Marriott International, com sede nos Estados Unidos, emitiu um pedido de desculpas ao governo chinês antes de tirar o site do ar, escrevendo: "A Marriott International respeita a soberania e a integridade territorial da China. Não apoiamos grupos separatistas que subvertem a soberania e a integridade territorial da China. Pedimos sinceras desculpas por quaisquer ações que possam ter sugerido o contrário". Mais tarde, a empresa twetou as desculpas.

Marriott na China

Marriot fez crescer seus negócios na China uma prioridade por algum tempo. Em agosto, a empresa formou uma parceria com o Grupo Alibaba, considerado por muitos como a "Amazon da China". Este foi um grande passo para promover seus hotéis para viajantes chineses. Além disso, este ano a marca abriu o Fairfield by Marriott Shanghai Jing'an, expandindo a sua presença na China e se juntando aos mais de 900 hotéis em todo o mundo.

Comentários