Eduardo Prates: A rota dos alimentos em uma cozinha profissional

Se o desperdício de alimentos é uma realidade inevitável em qualquer cozinha profissional, para os hotéis este desafio pode se tornar um grande problema operacional e financeiro. Assim como em qualquer outro negócio, o objetivo principal de uma cozinha profissional, mesmo no setor hoteleiro, é gerar lucro e minimizar os impactos econômicos com o desperdício de alimentos.

Algumas redes hoteleiras já se atentaram a esse movimento e buscam neutralizar os impactos da gestão de resíduos com o apoio da tecnologia (saiba mais aqui). E com a tendência de que cada vez mais as cozinhas profissionais se tornem também sustentáveis, os gestores e equipes do setor têm voltado maior atenção para as alternativas de gestão dos resíduos com foco na redução do impacto para o meio ambiente e para a economia corporativa.

Para que seja possível entender essa lógica, a Eco Circuito preparou um infográfico que mapeia a trajetória dos resíduos de alimentos de uma cozinha profissional, desde as principais fontes geradoras até os impactos ambientais e socioeconômicos de cada modelo – o tradicional e o sustentável.
 
O material detalha cada fase do ciclo de destinação dos resíduos e alternativas possíveis de destinação, desde os aterros sanitários, passando pela coleta seletiva, compostagem e biodigestores, apoiando a tomada de decisão para valorização do alimento em sua totalidade, mesmo quando resíduo, como forma de gerar retorno para a própria organização.

Com acesso gratuito, o download do material pode ser feito no https://bit.ly/2AgdumT.

Para mais informações sobre a Eco Ciruito, entre em contato no eduardo@ecocircuito.com.br

(*) Crédito da capa: Divulgação/Eco Circuito

Comentários