';

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Atividade econômica cresce acima do esperado em outubro, diz BC

Por Redação 13 de dezembro de 2019

BC - atividade econômica outubro_capaVendas no varejo mantêm alta nos últimos meses, indicando melhora no consumo

O conjunto de bons indicadores se acumula. Depois do crescimento do setor de serviços e do turismo nacional, o BC (Banco Central) deu hoje (13) outra boa notícia. Segundo a instituição financeira, Brasil iniciou o quarto trimestre dando continuidade aos sinais de retomada, mesmo que em menor intensidade.

Na comparação com o mês anterior, IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) fechou outubro com alta de 0,17%. Também na avaliação mensal, só que em relação a setembro, o incremento observado havia sido de 0,48%. Vale destacar que o IBGE revisou o dado (inicialmente +0,44%). A expectativa da Reuters era avanço de 0,10% no indicador. 

Em outubro, na análise por segmento, destaque para a atividade industrial, que subiu pelo terceiro mês seguido (+0,8%). Em relação a outubro de 2018, o IBC-Br apresentou ganho de 2,13%. Por fim, no acumulado de 12 meses, alta de 0,96% frente aos 12 meses imediatamente anteriores.

BC: projeções

O crescimento da economia do Brasil acelerou mais do que o esperado no terceiro trimestre. Houve ganhos inesperados em indicadores relacionados à agropecuária, indústria e consumo das famílias. O PIB (Produto Interno Bruto) expandiu 0,6% no terceiro trimestre em relação ao segundo, indicando recuperação gradual sustentada à frente.

A expectativa é de que o quarto trimestre reflita com ainda mais força os efeitos da queda da Selic. A agenda de reformas atualmente em curso também deve melhorar o sentimento dos investidores e empresários, além da liberação do saque do FGTS.

(*) Crédito da capa: itsdineshchowdary/Pixabay

(**) Crédito da foto: jarmoluk/Pixabay