';
Daher Center Hotel - retomada - capa

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Daher Center Hotel vê demanda voltar e aposta no Pix para elevar vendas

Por Nayara Matteis 15 de outubro de 2020

Lançado em 5 de outubro, o novo método de pagamento eletrônico do Brasil, o Pix já está caindo nas graças da hotelaria. Aberto durante a pandemia, o Daher Center Hotel deu um passo à frente e desenvolveu promoções para hóspedes que realizarem as reservas pelo sistema que deve entrar em circulação em novembro deste ano.

De acordo com Renato Daher, gerente do empreendimento, a ideia é reduzir taxas de OTAs e dar um upgrade nas vendas. “Vamos incentivar o hóspede a fazer o pagamento pelo Pix a partir de 2021. Dessa forma, cortamos taxas de cartão de crédito e OTAs”, explica.

Há três anos cadastrado nas principais plataformas de reservas, o Daher Center Hotel também entrou para o Airbnb durante a pandemia como forma de elevar o faturamento, e o resultado veio. “Vamos prolongar para o ano que vem. Nossa estratégia é baseada na reserva direta, por mais que utilizemos as OTAs como primeira visita, tentamos ao máximo fidelizar o cliente e reduzir as taxas dos intermediários”, complementa.

Com um público bem específico, o empreendimento localizado no centro de São Paulo atende, em sua maioria, lojistas e comerciantes que vão aos principais centros de compras da cidade, como Rua 25 de Março e Rua Santa Ifigênia. Operando com 70% da capacidade de seus 72 quartos, o hotel da família Daher atualmente chega a atingir 40% de ocupação, mas nem sempre foi assim.

No clímax da pandemia, o gerente conta que, apesar de tudo caminhar para a paralisação das atividades, a propriedade manteve-se aberta para atender profissionais da saúde por preço de custo entre outras pessoas que desejavam fazer isolamento social, além de abrir UHs para day office. “Fomos atrás da única demanda que eram pessoas querendo um lugar mais tranquilo para trabalhar e se hospedar, seguindo a iniciativa do mercado dos room offices para ter algum faturamento. A procura foi pouca, mas nos deu algum fôlego. Ficamos três meses sem chegar aos 10% de ocupação”.

Com a proximidade das festas de final de ano e alto fluxo de pessoas circulando pelo centro de São Paulo, as perspectivas para o último trimestre de 2020 são mais otimistas. “A tendência é do movimento aumentar, ainda mais agora que estamos na fase verde da quarentena, o que dará mais segurança aos hóspedes. Sobre o breakeven, estamos receosos, pois no início ao ano realizamos reformas e em seguida veio a pandemia. Já aceitamos o rombo nas contas, mas estamos recebendo recebendo reservas para 2021, que ao que tudo indica voltará a ser o que era”.

Daher Center Hotel - retomada - renato daher

Renato Daher, atual gerente, está na terceira geração de administradores do hotel

Daher Center Hotel: estrutura

Fundado em 1993, o hotel de administração familiar já está em sua terceira geração. Com apartamentos nas categorias Standard e Superior, que recebem entre uma e quatro pessoas, o empreendimento pré-pandemia tinha em seu histórico demandas de lazer na ordem dos 15%, compostos por alguns estrangeiros conhecendo pontos turísticos de São Paulo.

No início da pandemia, o Daher Center promoveu treinamentos de protocolos com as equipes, além de adotar medidas do selo Turismo Responsável, do MTur (Ministério do Turismo). Com operação enxuta de 15 funcionários, o quadro de colaboradores não sofreu perdas. “Não demitimos ninguém, apenas não admitimos uma pessoa que estava em período de experiência”, explica o gerente.

Em sua estrutura, a propriedade ainda conta com estacionamento, recepção 24 horas, estação de trabalho, maleiro e check-in online. Apesar do espaço para eventos, Daher afirma que o nicho não tem grande expressividade na receita

(*) Crédito das fotos: Divulgação/Daher Center Hotel