Grand Hyatt New York poderá ser demolido

Grand Hyatt New YorkGrand Hyatt New York, ao lado do Grand Central Terminal

O Grand Hyatt New York poderá ser demolido para dar lugar a uma torre de uso misto. Ao menos essa é a intenção da desenvolvedora nova-iorquina TF Conerstone e do fundo de investimento MSD Partners, novos donos do ativo. Não pense, contudo, que a rede americana perderá uma unidade em Manhattan. Um novo hotel também está previsto no complexo, que terá também salas comerciais e unidades corporativas.

As obras não devem ser iniciadas antes do final de 2020, informaram as partes envolvidas em entrevista ao The Wall Street Journal. Isso porque o projeto – de 185 mil metros quadrados – ainda necessita de aprovação de autoridades de Nova York.

Localizado na East 42nd Street, ao lado da estação de metrô Grand Central, o prédio onde funciona o Grand Hyatt New York apareceu na silhueta de Manhattan em 1919, como o Hotel Commodore. Em 1978, Donald Trump, atual presidente americano, começou sua carreira no mercado imobiliário renovando o empreendimento. 

O novo empreendimento, segundo os investidores, vai proporcionar novas entradas para a estação de metrô. Com isso, espera-se melhora no acesso ao sistema de transporte público abaixo da estação Grand Central. O projeto também deve gerar aumento da receita tributária.

Grand Hyatt New York: zoneamento

Em 2017, a área do Midtown East de Manhattan, onde fica o hotel, passou por um rezoneamento. Isso abriu espaço para construções mais altas, além de trazer melhorias em espaços públicos, incluindo a região da Grand Central.

Além do Grand Hyatt Nova York, outros investimentos são consequências do rezoneamento. Um arranha-céu de US$ 3,1 bilhões está sendo construído pela SL Green Realty Corp. A JPMorgan Chase & Co. está planejando demolir sua sede na Park Avenue para erguer uma torre nas proximidades da Grand Central.

(*) Crédito da capa: Michael Nagle/Bloomberg 

(**) Crédito Foto: Divulgação/Hyatt Hotels

Comentários