Wanderlea Trajano deixa Rede Tauá e assume hotel em Goiânia

wanderlea trajanoA profissional ficou quase dois anos na Rede Tauá

Após quase dois anos à frente do Tauá Grande Hotel e Termas Araxá, Wanderlea Trajano se despede da Rede Tauá. A profissional trocou Minas Gerais por Goiás para assumir a gerência geral do Hotel Castro’s Park - em Goiânia.

A executiva retorna ao segmento business, onde começou sua carreira. “O Termas foi um grande desafio, pois sempre trabalhei com público corporativo. Pela primeira vez gerenciei um resort com foco em lazer. Agora, estou retornando para o mercado que iniciei”, comenta Wanderlea.

No hotel goiano desde o novembro, a executiva ressalta o momento do mercado brasileiro e as estratégias que o Castro’s deve buscar ao longo de 2020. "O Brasil está na rota de negócios, lazer e cultura, com isso o setor do turismo está voltando a crescer, mas quem trabalha no ramo da hospitalidade reconhece os desafios que esse setor enfrenta, por ser um mercado bastante competitivo. Precisa-se pensar em quais estratégias devem ser implementadas para ajudar o negócio a crescer de forma sustentável, e claro, buscar se  diferenciar dos seus concorrentes, como também seguir as exigências da nova geração de clientes”.

Wanderlea Trajano: trajetória profissional

Há 20 anos no mercado hoteleiro, a profissional é formada em Administração, MBAs em Gestão Empresarial e Marketing com ênfase no ambiente digital pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e pós-graduada em Controladoria, Auditoria e Perícia Contábil.

Wanderlea começou sua carreira no Blue Tree Blue Tree Park Brasilia Alvorada - que mais tarde se tornaria o Golden Tulip Brasilia Alvorada, após a aquisição da BHG (Brazil Hospitality Group).

A executiva ainda atuou nos mercados de Foz do Iguaçu (PR), como gerente geral, e Belém (PA), onde trabalhou como gerente regional. Antes de entrar na Tauá, trabalhou em um dos empreendimentos da Hplus Hotelaria.

No momento, ela voltou a estudar e está cursando Licenciatura em Inglês pela Universidade Anhembi Morumbi. 

(*) Crédito da foto: Divulgação/Hplus

 

Comentários