';

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Futurologista prevê tendências de viagens para os próximos 20 anos

Por Redação 13 de janeiro de 2020

Tendências 2040 - espaçoTalvez, em 2040, já exista uma ropta regular ligando a Terra à Lua

Para 2020, já temos diversas perspectivas traçadas para a indústria de viagens. Relatório encomendado pela Allianz Partners, contudo, procurou ir além, tentando mostrar o que vem pela frente nas próximas duas década, incluindo essa recém-iniciada. A principal conclusão do levantamento é que as viagens internacionais serão uma atividade mais rápida, fácil e ecologicamente sustentável como nunca antes vislumbrado. 

De autoria do futurologista Ray Hammond, o estudo é intitulado The World 2014 e apresenta tendências que vão impactar o mercado e experiência do consumidor nos próximos 20 anos. "A viagens como a conhecemos mudarão dramaticamente nos próximos 20 anos", acredita Hammond. “Prevê-se que o número de passageiros transportados por companhias aéreas duplicará nesse período, por exemplo. Até 2040, os assistência pessoal serão suficientemente inteligentes para ajudar os viajantes a reservar e planejar suas viagens, que serão mais sobre rejuvenescimento, aventura, satisfação e aprendizado de novas habilidades do que apenas marcar lugares para conhecer em uma lista”, completa.

Tendências até 2040

Ao todo, o estudo mapeou cinco grandes tendências para a indústria de viagens até 2040. São elas: realidade virtual e aumentada; check-in expresso; assistentes virtuais em hotéis; serviço de impressão 3D de roupas; e viagens espaciais. 

Agora, veja abaixo uma explicação que baliza cada uma dessas tendências apontadas por Hammond:

Realidade virtual e aumentada: a tecnologia ficará cada vez mais multissensorial, permitindo que os viajantes entrem em quartos de hotéis, visitem carnavais de rua, explorem museus ou entrem em restaurantes a partir do conforto de sua própria sala de estar. Espera-se que essa tendência estimule o apetite por mais viagens na vida real, em vez de impedi-lo.

Check-in expressos: sistemas de reconhecimento facial já estão em uso experimental nos aeroportos e, dentro de 20 anos, estarão completamente disseminados, identificando com segurança, precisão e rapidez viajantes em diferentes ambientes.

Tendências 2040 - roupas 3DBagagens para que? Imprima suas roupas assim que chegar ao seu destino

Assistentes virtuais em hotéis: enquanto algumas propriedades de luxo continuarão apostando em rostos humanos muito fator decisivo na experiência do hóspede, unidades econômicos usarão check-in com reconhecimento facial, quartos com assistentes de voz e robôs para entregas de room service e carregamento de bagagens. Hoje, já existem rôbos fazendo segurança.

Serviço de impressão 3D de roupas: em 2040, será possível enviar suas medidas para o hotel na reserva e, em vez de carregar malas pesadas com roupas, você poderá mandar imprimi-las em modernas impressoras 3D e pegá-las assim que chegar. Mais ainda, o baixo custo dessas vestimentas permitirá que os viajantes as deixem por lá para serem recicladas e usadas por outras pessoas depois. Hoje, já existem soluções interessantes nesse sentido.

Viagens espaciais: essa corrida já começou e, em 2040, o mundo não será mais suficiente para alguns turistas mais endinheirados. A essa altura, é provável que uma rota regular para a Lua já esteja funcionando. Já existem também projetos para hotéis no espaço.

(*) Crédito da capa: igorovsyannykov/Pixabay

(**) Crédito da foto: analogicus/Pixabay

(**) Crédito da foto: fernandozhiminaicela/Pixabay