';

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

GlobalData: segmento Mice pode ser um dos últimos a se recuperar da crise

Por Redação 23 de julho de 2020

GlobalData- miceNegócios do setor devem cair em 35,3% em 2020

Um dos primeiros setores a ser impactado pelo Covid-19, o Mice pode ser um dos últimos a se recuperar completamente, diz GlobalData. Um dos agravantes é a queda de 35,3% no fluxo de negócios do segmento em 2020.

“Os eventos do Mice estão ocorrendo online, sem a necessidade de empresas que operam no setor de turismo. Essa é uma tendência preocupante para todas as indústrias envolvidas em viagens e turismo – quanto mais restrições e diretrizes durarem no turismo do setor, enquanto outras economias nacionais começarem a se recuperar, mais empresas, participantes e organizadores de eventos poderão se acostumar a receber e participar eventos online, enquanto aprecia os benefícios invisíveis que eles trazem”, analisa Ralph Hollister, analista de Viagens e Turismo da GlobalData. 

GlobalData: impacto no setor

Empresas de todos os setores buscarão maneiras de reduzir custos nos próximos anos, à medida que se recuperarem do impacto econômico criado pelo Covid-19. As viagens de negócios são uma despesa cara para todas as companhias e, com o surgimento de softwares de videoconferência, como o Zoom e o Google Meet, muitas pessoas perceberão que são custos desnecessários.

“Assim como o potencial das viagens para o Mice agora é visto como um encargo financeiro desnecessário, os próprios viajantes a negócios podem não estar interessados ​​em realizar as viagens frequentes e muitas vezes estressantes que estavam realizando na pré-pandemia. O perigo contínuo de contrair o vírus em um evento do setor combinado com o fato de que os viajantes de negócios agora podem alcançar os mesmos objetivos e metas de uma conferência no conforto de sua própria casa, significa que a demanda por muitos eventos do Mice provavelmente cairá”, complementa o analista.

“Embora seja provável que a demanda de turismo para reuniões e conferências nunca se recupere completamente, as exposições e feiras comerciais, por outro lado, são muito mais eficazes quando ocorrem cara a cara devido às motivações dos participantes em relação à rede e à avaliação e experimentação de produtos e serviços. No entanto, devido às reuniões que esse tipo de evento incentiva, não está claro quando será seguro começar a realizar ações novamente”, finaliza Hollister.

(*) Crédito da foto: Lodging Magazine