';

"Bem-vindos ao nosso novo portal! "

Peter Kutuchian
Founder & CEO
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Hotelaria africana tem bons indicadores em julho; Oriente Médio derrapa, diz STR

Por Redação 30 de agosto de 2018

STR - resultados julho África e Oriente MédioMesquita em Jidá: hotelaria foi bem em julho

As indústrias hoteleiras africanas e do Oriente Médio tiveram desempenhos díspares em julho, informou a STR. Enquanto o mercado da África registrou crescimento nos três principais indicadores do setor, como a Europa, no mundo árabe houve crescimento apenas na ocupação. Ainda assim, Jidá, na Arábia Saudita, teve excelente resultados.

Na média geral, o mercado africano apresentou crescimento de 2,5% em ocupação, para 62%. Em paralelo, a diária média e o RevPar subiram 11,7% (para US$ 125,07) e 14,6% (para US$ 73,82), respectivamente. O destaque na região foi o conhecido balneário egípcio de Sharm El Sheikh, no Mar Vermelho. 

Na cidade, a alta na diária média e no RevPAR registrada foi a mais alta para qualquer mês de julho no banco de dados da STR. Em julho, os dois indicadores expandiram 42,7% (para 1.106,67 libras egípcias) e 45,4% (para 691,78 libras egípcias), respectivamente. Já a ocupação média subiu 1,8%, para 62,5%.

STR: Oriente Médio

Já a hotelaria do Oriente Médio registrou, na média geral, alta de 5,8% na ocupação, para 59%. Em compensação, a diária média recuou 5,8%, para US$ 125,07, enquanto o RevPar caiu 0,3%, para US$ 70,05. Como citado, Jidá teve desempenhos recordes em julho.

Segundo analistas da STR, a ocupação na cidade foi a mais alta para qualquer julho desde 2012, enquanto a diária média foi a maior já registrada para o mês. Além disso, o segmento de Grupos foi uma das razões por trás do forte desempenho. No geral, o mercado de Jidá registrou crescimento em ocupação, diária média e RevPar de 12,4% (para 76,6%), 15,5% (para 1.363,71 riyals) e 29,8% (para 1.044,31 riyals), respectivamente.

(*) Crédito da foto: esaithy/Pixabay