';

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

HSMAI ROC traz análises do comportamento do consumidor pós-pandemia

Por Nayara Matteis 7 de agosto de 2020

HSMAI ROC- comportamento do consumidorMamani analisou a pandemia de Sars na China

Dando sequência às palestras da HSMAI ROC, Raul Mamani, diretor de Estratégia e Desenvolvimento de Negócios da Sojern, trouxe análises sobre o comportamento do consumidor pós-pandemia e como captar as demandas de acordo com as mudanças de perfil.

Para basear sua palestra, Mamai usou dados da recuperação hoteleira na China após a pandemia da Sars. “As principais indústrias afetadas foram as relacionadas ao turismo e viagens. Com a pandemia da Sars, o mercado chinês demorou cinco meses para se recuperar. Hong Kong foi a praça mais afetada e, analisando a pandemia atual, estamos nos seis meses finais”, explica.

O palestrante ainda reforça a teoria de que os efeitos da Covid-19 serão sentidos nos próximos três anos, entretanto, alguns mercados já são sinais de recuperação em viagens domésticas. “Muitos mercados estão em fase de retomada, mas as Américas Central e do Sul ainda aparecem em queda”. 

HSMAI ROC: consumidor

Segundo Mamani, mais da metade dos turistas pretendem viajar assim que as restrições começarem a ser flexibilizadas. Ele ainda salienta a importância de comunicar as ações que estão sendo feitas nos hotéis e destinos para frear a disseminação da doença como forma de desenvolver a confiança do consumidor em viajar.

Em sua apresentação, o speaker afirma que viajantes procuram com mais frequência resorts e destinos de praia, além de montanhas e zonas rurais no curto e médio prazo. Entretanto, países das Américas do Sul e Central, além da Ásia, ainda não aparecem como destinos procurados por turistas internacionais.

Ele ainda destaca que ferramentas como Google Maps e Google Business devem ser prioridade na oferta de produtos e serviços, bem como a otimização de sites no buscador. “A velocidade dos portais também é importante, as pessoas estão fazendo buscas em plataformas online e, para gerar leads e conversões, a capacidade dos sites precisa ser aprimorada”.

Para finalizar, Mamani falou sobre as interações nas redes sociais e políticas flexíveis de cancelamentos como formas de atrativo. “Cerca de 70% dos usuários buscam e fazem interações por mídias sociais para fazer perguntas e tirar dúvidas. Facilite para os clientes, mude datas, atualize as políticas de cancelamentos nos sites para evitar surpresas”.

(*) Crédito da capa: element5digital/Unsplash

(**) Crédito da foto: reprodução da internet