';

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Meliá Hotels International apresenta novidades na América Latina

Por Vinicius Medeiros 24 de setembro de 2018

Meliá Hotels International - Alvaro TejedaTejeda destacou a relevância da China na expansão global

A Meliá Hotels International reuniu a imprensa hoje (24) para dar detalhes de suas novas propriedades na América Latina. Algumas das principais lideranças da rede na região estiveram no encontro, realizado no Meliá Jardim Europa, em São Paulo. Localizadas no México, na República Dominicana e na Argentina, os empreendimentos entram em operação entre dezembro de 2018 e abril de 2019.

Logo no início da coletiva, Alvaro Tejeda, vice-presidente sênior da Meliá Hotels International para as Américas, destacou alguns números. Hoje, a empresa conta com 375 hotéis em operação em 43 países, 45 deles resorts all inclusive. A maior parte do portfólio é de perfil de lazer (70%), focada no segmento upscale (46%) e oriunda de contratos de gestão (44%).

No pipeline da Meliá Hotels International estão previstos 63 hotéis (16 mil quartos) nos próximos anos, muitos deles na Ásia (24). “Estamos bastante atentos ao mercado chinês, que é prioritário dentro do nosso plano de expansão global”, afirmou Tejeda. “Em paralelo, estamos reforçando nosso portfólio nas Américas, região onde gerimos 39 unidades, 13 delas no Brasil”, acrescentou.

De fato, a região ganhará empreendimentos de alto padrão nos próximos meses. Punta Cana, Playa del Carmen, Los Cabos e Playa Mujeres terão unidades da Paradisus, marca all inclusive de luxo, sendo alguns dos hotéis “adults only”. “São unidades que nos permitem atingir diferentes públicos. Além disso, o all inclusive de luxo tem muito potencial para o segmento Mice (Meet, Incentive, Conferente and Exhibitions), com pouca competição nesse tipo de produto”, argumenta Alan Duggan, vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios para as Américas.

Chama atenção o investimento feito em Punta Cana, onde a rede espanhola inaugura dois resorts e entrega outros dois completamente renovados. São eles: The Reserve at Paradisus, The Grand Reserve at Paradisus, Meliá Caribe Beach Resort e o Melia Punta Cana Beach Resort, que formavam o antigo Meliá Caribe Tropical, aberto há 15 anos.

“No antigo Meliá Caribe Tropical estamos investindo US$ 30 milhões na renovação”, destaca Duggan. “Investimos na República Dominicana desde os anos 1990, quando o destino ainda era uma aposta. No total, temos 3,3 milhões de metros quadrados (m²) de área construída em Punta Cana”, completa o executivo, acrescentando que, na cidade, a rede tem ainda o complexo do Paradisus Palma Real.

Meliá Hotels International - Alan DugganDuggan: segmento Mice tem potencial nas novas unidades

Meliá Hotels International: México e Argentina

Outras apostas são as propriedades que estão sendo erguidas em Los Cabos e Playa Mujeres, no México, ambos da marca Paradisus. O primeiro marcará a estreia da empresa em um dos destinos que mais cresce no mercado mexicano, embora ainda seja pouco explorado por brasileiros. Com 350 apartamentos de luxo, centro de convenções de quase 4 mil m² e sete restaurantes que levam a assinatura do chef espanhol Martin Berasategui, que detém oito estrelas Michelin no currículo, o empreendimento será membro da The Leading Hotels os the World.

Já a unidade em Playa Mujeres, que fica ao Norte de Cancún, terá 498 apartamentos e abre em abril de 2019. Chegando à reta final das obras, o projeto custa US$ 120 milhões, aporte de responsabilidade de um grupo de investidores mexicanos – a rede espanhola assinou um contrato de gestão. No total, além de sete restaurantes e seis bares, também com a assinatura de Berasategui, o empreendimento contará ainda com um centro de convenções de 1,5 mil m².

Outra novidade é o Meliá Iguazú, único hotel que fica dentro do lado argentino do Parque Nacional Iguazú, na tríplice fronteira. Atualmente em reforma, o empreendimento já opera com metade do inventário de 173 quartos à disposição dos hóspedes. “Em dezembro, concluímos toda reforma, que demanda investimentos de US$ 20 milhões, feito pelo proprietário do imóvel”, esclarece Fernando Gagliardi, diretor de Marketing e Vendas da Meliá Hotels International no Brasil.

(*) Crédito das fotos: Vinicius Medeiros/Hotelier News