';

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

Mtur busca investimentos na China

Por Redação 15 de outubro de 2019

Mtur busca investimentos na ChinaMinistro diz que Macau pode ser porta de entrada para brasileiros na China

O Mtur (Ministério do Turismo) está na China em busca de investmentos. Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo, falou a uma plateia de investidores em Macau, sobre o compromisso em melhorar o ambiente de negócios. Citou algumas ações tomadas pelo governo como a abertura das empresas aéreas ao capital estrangeiro e isenção de vistos a países considerados estratégicos.

"Regidos agora por uma economia liberal, assumimos o compromisso de melhorar o ambiente de negócios. Já há várias evidências nessa direção. Temos as mudanças na legislação trabalhista, o aproveitamento dos nossos Patrimônios Mundiais, gestão compartilhada de áreas do Estado, entre outras medidas", acentuou.

O ministro também reforçou a isenção de vistos como uma das conquistas do setor em 2019. Foi suspensa a exigência para visitantes dos Estados Unidos, Japão, Austrália e Canadá. 

Mtur: Macau como destino para brasileiros

Álvaro Antonio também destacou que Macau pode ser um destino para brasileiros conhecerem a China. Citou que a cidade, ex-colônia portuguesa, já tem uma isenção de visto há 20 anos. E há planos para ampliar de três para 12, o número de visa centers em um acordo entre o Itamaraty e o Mtur.

"O trabalho em conjunto no Mercosul ajuda a entregar produtos do setor aos turistas de longa distância. Nosso objetivo é facilitar esse intercâmbio entre a China e o Brasil", completou.

O país oriental é um dos que mais emitem turistas para o mundo. Hoje, dos mais de 141 milhões de chineses que viajam todo ano, cerca de 60 mil escolhem o Brasil como destino. As principais motivações são o turismo de negócios e o ecoturismo. Dados do Perfil da Demanda Turística Internacional, do Ministério do Turismo, mostram que os chineses movimentam, por dia, cerca de US$ 65. 

Pesquisa divulgada no primeiro semestre mostrou que o gigante asiático puxou a expansão de partidas internacionais da Ásia Pacífico, de acordo com levantamento da World Tourism Barometer, da OMT (Organização Mundial do Turismo).

(*) Crédito da foto: Roberto Castro/Mtur