';

"Novas fases, muitas mudanças e novidades para vocês!"

Vinicius Medeiros
Editor-Chefe
Cursos
icone de um computador com um LMS (learn management system)
Confira nossos cursos

MTur direciona R$ 62 milhões para reativar economia turística de Brumadinho (MG)

Por Redação 18 de fevereiro de 2019

Mtur brumadinho auxílio turismoMinistro se reúne com responsáveis pelas buscas

MTur (Ministério do Turismo) confirmou, na manhã de sábado (16), auxílio de R$ 62 milhões para Brumadinho (MG) e região. O anúncio foi feito durante visita do ministro Marcelo Álvaro Antônio à área afetada pelo rompimento da barragem da Vale. A quantia tem origem no Fungetur (Fundo Geral de Turismo) e será direcionada ao BDMG (Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais) para reativar a economia turística local. 

“O momento é de luto e consternação, mas nós do governo federal estamos com corações, olhos e canetas voltados para o auxílio a toda comunidade atingida. Precisamos agir agora e evitar que as circunstâncias aprofundem ainda mais as feridas dessa tragédia. O turismo vai devolver esperança à cidade”, diz o ministro.

O crédito de R$ 62 milhões será disponibilizado para prestadores de serviços turísticos cadastrados regularmente no Cadastur, que já tem 80 mil inscritos nacionalmente. Condições especiais, como prazos de pagamento ampliados e encargos reduzidos, serão oferecidas. 

Técnicos do MTur fizeram um mapeamento e identificaram 7,2 mil empresários aptos a receber os recursos, voltados para microempresas. Entre eles, meios de hospedagem, agências de viagem, locadoras de veículos e transportadoras turísticas.

“Vamos trabalhar para que os municípios que já desenvolvem o turismo como alternativa econômica possam estruturar serviços e usar o turismo como modelo de recuperação econômica”, afirma Antônio.

MTur: memorial

O ministro também anunciou a construção do memorial em homenagem às vítimas do rompimento. “Esse crime não pode ser esquecido. A lama não vai encobrir ou apagar a história. Memoriais evitam que novos crimes semelhantes ocorram, porque não nos deixam esquecer tamanha dor”, acredita o ministro. 

A barragem de Brumadinho, localizada na região do Córrego do Feijão, propriedade da Vale, rompeu no dia 25 de janeiro. Atualmente, o número de mortos é de 166 em decorrência do mar de lama tóxica que envolveu a cidade. Ainda há 144 desaparecidos.

(*) Crédito da foto: Roberto Castro/MTur (Ministério do Turismo)