ABIH-BA: hotelaria baiana tem baixa de 9% na ocupação em abril

abih-baDiária média da Bahia subiu 9,39% em comparação anual

Na entrada da baixa temporada, a hotelaria baiana não teve um bom desempenho na ocupação. Em abril, a porcentagem de quartos ocupados caiu cerca de 9,3% em relação ao mesmo mês do ano passado. De acordo com dados divulgados pela ABIH-BA (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis seccional Bahia) o índice atingiu 53,18% no estado nordestino mês passado (58,62% em 2018). A diária média do período, porém, apresentou alta. 

A diária média baiana subiu de R$214,15 em abril de 2018 para R$ 234,25 no mês passado. Resultado representa aumento de 9,39%. Os dois índices resultaram em um RevPar de R$ 124,57. De acordo com Glicério Lemos, presidente da ABIH-BA, a baixa taxa de ocupação é reflexo dos cancelamentos de vôos da Avianca

“A crise da Avianca, com cancelamentos de diversos vôos para Salvador afetaram negativamente a hotelaria neste mês de abril. Porém conseguimos aumentar a diária média, um dos grandes desafios do nosso setor. Como fizemos em anos passados, estamos retomando as ações visando divulgar o Destino Salvador, em parceria com o setor público, com os Road Shows e FAM Shows, visitando os principais mercados emissores de turistas”, ressaltou Lemos.

ABIH-BA: desempenho acumulado

Embora o desempenho do mês de abril tenha sido abaixo do esperado, no acumulado de janeiro a abril, os resultados foram positivos. Neste primeiro quadrimestre, a ocupação média de 2019 (66,56%) manteve-se próxima a de 2018 (68,40%). 

Enquanto a diária apresentou crescimento de 18,10%, passando de R$ 249,36 em 2018 para R$ 294,50 em 2019. Como resultado, o Revpar teve um incremento de 14,92%, passando de R$ 171,55 para R$ 196,02 em comparação anual.

(*) Crédito da foto: soel84/ Pixabay

Comentários