ABIH-SP estima ocupação em 92% durante Carnaval em São Paulo

São PauloHá 20 anos, o Carnaval na capital era vazio, como nessa foto

Com otimismo, o estado de São Paulo se prepara para uma ocupação hoteleira que deve chegar a 92% no Carnaval. Durante o feriado prolongado, do interior ao litoral, passando ainda pela capital, espera-se boa movimentação. Os dados são da ABIH-SP (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de São Paulo).

Para a capital paulista, Bruno Omori, presidente da entidade, explica que o desfile do Grupo Especial das escolas de samba é o fator principal do otimismo. “São Paulo é bastante consolidada para o Carnaval, pois ajuda na venda de pacotes que incluem transporte, hospedagens e ingressos de todos os tipos de preços, vendidos por operadoras e agências de turismo do Brasil e do exterior. Ou seja, todos os setores do turismo ganham”, explica.

Outro ponto importante na relação entre os turistas e o destino são os blocos de rua, eventos com proporções cada vez maiores na cidade. “Há 20 anos, o Carnaval da capital tinha taxas de ocupação inferiores a 10%. Neste ano, a expectativa é chegarmos a 50%”, informa Omori.

De acordo com a ABIH-SP esse percentual representa mais de 22 mil apartamentos ocupados. Existe ainda um público adicional com cerca de 4 milhões de paulistanos, somados com outros milhões da Grande São Paulo e de todo o Brasil.

ABIH-SP: outras regiões

O executivo também especifica que, no interior, a ocupação deve chegar a 75%. “Cidades como Campos do Jordão, Atibaia e São Pedro, entre outros municípios, representam esse indicador”, diz. No caso do Litoral, o índice, de Norte a Sul, deve chegar a 92%, acompanhando a média geral do estado. “O Carnaval é o segundo melhor acontecimento do nosso turismo de lazer, ficando atrás somente do Réveillon”, finaliza o executivo.

A projeção de ocupação em São Paulo está em linha com outros estados, como Pernambuco e Rio de Janeiro.

(*) Crédito da foto: João Tzanno/Unsplash

Comentários