Até 2017, dispositivos móveis representarão 25% das reservas corporativas, diz CWT


(foto: arquivo HN/Filip Calixto)

O estudo Tap into mobile: managed travel in the digital economy, realizado e divulgado pela CWT (Carlson Wagonlit Travel) apontou a crescente importância dos dispositivos mobile dentro do mercado de viagens corporativas. Segundo os dados, a estimativa é de que, até 2017, as reservas feitas por meio de tablets ou smartphones cheguem a 25% das transações on-line do mercado.

Cerca de 62% dos viajantes entrevistados pela pesquisa utiliza smartphones corporativos, e 56% das companhias consultadas já possuem ou planejam executar uma política de uso de dispositivos próprios.Segundo a companhia, os gestores já perceberam o impacto causado pelos dispositivos móveis nos programas de viagens, classificando seu potencial em 6,8 numa escala que vai de 1 a 10.

Os principais benefícios da tecnologia móvel são a facilidade para fazer negócios, a produtividade, o bem estar e a economia feita pelo uso dos mobiles. Para quem viaja, os dois grandes serviços prestados pelos aplicativos são a informação do status de voo - importância de 8,5 numa escala de 1 a 10 - e o acesso ao itinerário da viagem - importância de 8,1 na mesma escala.
 
Serviço
www.carlsonwagonlit.com

Comentários