Atividades exclusivas para clientes abrem a programação do Lacte 2018

Evento acontece até amanhã (27), no Grand Hyatt, em São Paulo

A 13ª edição do Lacte (Latin American Corporate Travel & Events Experience) já está acontecendo. Depois do coquetel realizado ontem (25), a manhã de hoje (26) foi tomada por palestras exclusivas para convidados. Nelas, as viagens corporativas e os serviços ligados a elas centralizaram os debates. A Lacte 2018 ocorre no Grand Hyatt, na Zona Sul da capital paulista.

Uma das palestrantes pela manhã, Sabina Deweik, sócia-fundadora da Think Forward, mencionou os diferentes caminhos possíveis para levar as viagens empresariais ao "próximo nível". Em sua fala, Sabina levou em consideração, sobretudo, o cenário de desenvolvimento tecnológico e crescentes expectativas dos viajantes.

"O que vivemos é um momento de transição entre antigos e novos paradigmas", disse Sabina.  De acordo com a executiva, o viajante de negócios atual – tal qual o de lazer – busca singularidade de experiência, e isso vale para todos os momentos da viagem. "O viajante prefere transparência e credibilidade em vez de visibilidade e status", pontua.

Para exemplificar, Sabina mostrou algumas experiências bem-sucedidas de empresas e organizações governamentais. As iniciativas expostas deram preferência a aspectos inovadores em detrimento das campanhas grandiosas de publicidade, que traziam conceitos mais antigos. "Viagens são aberturas de horizontes. Quando vendemos algo ou proporcionamos um serviço, conseguimos tocar na vida dessa pessoa. Por isso, é preciso oferecer autenticidade", filosofa. 

Diversidade, bem como a fuga de padrões mais tradicionais, foram outros pontos citados pela palestrante ao longo de sua fala.

Lacte 2018: fazendo diferente

No painel seguinte, o Lacte trouxe ao palco representantes de empresas que estão revendo suas estratégias para o segmento corporativo. Philip Chaves, executivo do Uber, falou sobre os planos da plataforma, que incluem aumentar a interação com empresas. De acordo com o executivo, o Uber procura mostrar seus benefícios a partir de três pilares: cuidado, impulsionamento e facilidade.

Bruno Reis, do departamento de Desenvolvimento de Passageiros do Rio Galeão, foi o outro a ter espaço. Segundo ele, uma nova postura vigora no jeito de administrar o complexo e a interação com o trade faz parte disso. "Em 2017, a circulação no aeroporto foi superior a 17 milhões de pessoas. Este ano a projeção é passar de 18 milhões", completou.

A programação do Lacte 2018 segue na parte da tarde e volta ao longo do dia de amanhã (27). Acesse à programação completa no https://goo.gl/ovr8tX.

* Foto de capa: Filip Calixto

Comentários