Atividades turísticas crescem mais de 5% em maio

atividade turpisticaServiços de catering e bufê são setores que impactaram em maio

Dados da mais recente Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE (instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) reforçam a contribuição do turismo ao desenvolvimento econômico nacional. Segundo o estudo, o índice que mede o volume de atividades do setor apresentou uma alta de 5,1% em maio na comparação com o mesmo mês de 2018.  Indicador foi impulsionado principalmente pelo aumento de receita das empresas de locação de automóveis e de hotéis. 

O resultado de maio também representa uma alta de 1,6% em relação a abril, quando o percentual havia recuado 1,3%. Regionalmente, 11 das 12  UFs (Unidades da Federação)  onde os números são apurados tiveram crescimento no mês analisado. Destaque para Ceará (7,5%), Bahia (5,1%), Minas Gerais (3,3%) Rio de Janeiro (2,1%) e São Paulo (2,1%), sendo que apenas o Paraná registrou baixa (-1,2%).

No acumulado do ano, as atividades turísticas cresceram 3,2% frente a igual período de 2018. Impactadas, principalmente, pelo setor de hotéis, locação de automóveis e de serviços de catering, bufê e outros de comida preparada. Por outro lado, o principal impacto negativo veio do segmento de transporte aéreo de passageiros (- 3,5%). 

Quanto ao volume geral de serviços no país, houve avanço de 4,8% em maio na comparação com o mesmo período do ano passado - taxa mais elevada desde fevereiro de 2014 (+ 7%). 

Atividades turísticas: viagens corporativas

O bom desempenho do turismo também é evidenciado pelos resultados de viagens corporativas no primeiro semestre de 2019. Segundo a Abracorp (Associação Brasileira de Agências de Viagens Coporativas), o segmento cresceu 14,7% em relação a igual período do ano passado

Os gastos de turistas do ramo também avançaram 14,8%, saindo de R$ 4,85 bilhões, nos seis primeiros meses de 2018, para R$ 5,57 bilhões neste ano.

(*) Crédito da foto: kaicho20/Pixabay

Comentários