Atlantica abre 1º hotel no Norte. Leia entrevista

Conversamos com Karla Lopes, gerente geral do Comfort Hotel Manaus, primeiro empreendimento da Atlantica Hotels International no Amazonas e também no Norte do país. Inaugurado no dia 1º de julho, conta com seis andares e 132 apartamentos. A executiva aceitou o desafio de gerenciar e participar ativamente da implantação da unidade.


Karla Lopes, gerente geral do Comfort Manaus
(fotos: arquivo pessoal)

Por Karina Miotto

Hôtelier News: Qual a sua experiência na hotelaria?
Karla Lopes: Comecei há 12 anos como estagiária do Transamérica São Paulo. Fiquei por sete anos no empreendimento e saí como subgerente. De lá ingressei na Atlantica Hotels International, rede na qual trabalhei durante um ano gerenciando um hotel em Goiânia e depois em Vitória, onde permaneci por três anos.

HN: Como surgiu o convite para Manaus?
Karla: Eu precisava procurar novos desafios. Com isso, na convenção realizada em fevereiro me coloquei à disposição para participar de alguma abertura. Foi então que veio a proposta para essa que é minha primeira implantação.

HN: Por que a rede escolheu Manaus para inaugurar a primeira unidade no Norte do país?
Karla: Porque para a hotelaria é um mercado bom, em crescimento, com pouca oferta e muita demanda.

HN: Vale a pena investir na cidade mesmo que ainda falte um grande centro de convenções?
Karla: Com certeza absoluta Manaus precisa de um centro de convenções grande, mas independente de grandes eventos a cidade já tem uma considerável demanda hoteleira. Acreditamos na criação deste espaço e também é por isso que investimos aqui.

HN: O hotel já tem ações de fidelização?
Karla: Sim, ações de marketing já estão sendo realizadas, incluindo divulgações na cidade e em meios de comunicação. Também fechamos algumas parcerias e estamos analisando promoções destinadas a nossos hóspedes.

HN: O foco de Manaus está apenas nos negócios?
Karla: O turismo de negócios na cidade está em franco crescimento. E tanto vale à pena investir em Manaus que o objetivo é ter um hotel de cada bandeira no destino. Em agosto será aberto um
Sleep Inn, provavelmente no final do ano que vem teremos um Quality e um Go Inn está prevista para entre final de 2008 e o começo de 2009.


Passeando pela cidade

HN: Como tem sido a experiência de gerenciar um hotel em Manaus?
Karla: Está sendo ótima e muito proveitosa. Estou conhecendo outras culturas. O hotel está muito bem localizado - fica dentro do Distrito Industrial - e para a demanda que a gente procura, está perfeito. Vou abrir um hotel sem o menor medo de dar errado.

Ele é super bonito, arrumado, confortável e isso é uma grande vantagem aos executivos, pois, devido à dificuldade de retornar para casa, acabam passando o final de semana aqui.

HN: Qual a ocupação esperada para os finais de semana?
Karla: Em Vitória não chegava a 40%. Aqui vai passar de 50%, já que aqui também vamos atrair turistas a lazer já que temos uma área bem agradável com jardim, piscina com bar e fitness center.


Trabalho até no quarto

HN: Como você avalia a qualidade dos hotéis que visitou em Manaus?
Karla: Fui a alguns dos empreendimentos considerados bons na cidade e encontrei hotéis de todos os tipos, como em qualquer grande cidade.

HN: Como foi o processo de implantação do Comfort?
Karla: Uma correria, falava e resolvia coisas com três pessoas ao mesmo tempo. Em uma implantação, fazemos de tudo um pouco, desde observar o chão para ver se há algum pingo de cola até a elaboração de orçamento, contratação de serviços de segurança, limpeza e jardinagem.

HN: E você se colocou um prazo para gerenciar o Comfort?
Karla: Sim. Três anos é o tempo que pretendo ficar no hotel.
É o período máximo até dar meu próximo passo.

HN: E qual será o seu próximo passo?
Karla: Quem sabe viro gerente regional em Manaus?

Serviço
www.atlanticahotels.com.br

Comentários