Atlantica Hotels promove campanha contra exploração sexual de crianças e adolescentes

Atlantica Hotels- abusoHóspedes serão estimulados a fazer doações no momento do chek-out

A Atlantica Hotels desde 2005 adota o Código de Conduta do Turismo contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil. Em parceria com a Childhood Brasil - organização criada pela rainha Silvia da Suécia, a rede promove uma campanha para enfrentar a violência sexual contra menores. 

Os 130 hotéis do grupo em todo o país farão uma mobilização social e arrecadação de recursos no dia 18 de maio, Dia Nacional de Combate à Exploração e ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes. A ação “É legal fazer bonito, é legal Proteger” - realizada este mês na rede - é aliada à campanha “Faça Bonito”, promovida pelo Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes no Brasil.

“Queremos intensificar os esforços de informação da causa aos nossos públicos de relacionamento, entre investidores, fornecedores, parceiros de negócio e, em especial, hóspedes, de forma que possamos disseminar a causa e ampliar a arrecadação de doações”, declara Ana Paula Nunes, diretora-executiva de Gestão de Pessoas & Cultura da Atlantica. 
 
Segundo a executiva, o objetivo da parceria com a Childhood Brasil é garantir uma infância e adolescência livres de explorações e abusos sexuais. “Ajudar a proteger crianças e adolescentes é um dever de toda a sociedade. Com a ação nos hotéis, queremos atingir o maior número de pessoas, fomentando a conscientização sobre a causa, envolvendo ainda governo e outras empresas do setor privado” afirma.

“O Dia 18 de Maio é uma data importante para refletirmos onde estão os acertos do país em políticas públicas para a infância e juventude e onde podemos avançar. A Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes é problema nacional, global e mais do que tudo urgente. E só poderá ser enfrentada com o apoio de todos: governos, empresas privadas e sociedade civil”, diz Eva Dengler, gerente de Programas e Relações Empresariais da Childhood Brasil.

Os hóspedes serão estimulados a doar R$ 1,00 e arredondar a conta no momento do check-out. Os recursos recebidos serão integralmente repassados à organização. Para promover a causa, flyers e cartazes foram criados e colocados nas recepções e materiais digitais. A rede também montou um roteiro de rodas de conversas internas como a hashtag #18legalfazerbonito. 

Atlantica Hotels: 18 de maio

A data foi instituída como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em razão do crime conhecido como “Caso Araceli”, nome da menina de apenas oito anos de idade que foi vitimizada e assassinada em Vitória (ES) em 1983. 

A missão da companhia é promover o turismo sustentável com atitudes de proteção a crianças e adolescentes. Durante todo o ano são promovidas ações voltadas aos colaboradores, hóspedes, parceiros e investidores de forma que eles apoiem esta causa, disseminada pela Childhood Brasil.

A Atlantica elaborou o Código de Conduta para Proteção de Crianças e Adolescentes contra a Exploração Sexual; aderiu ao The Code (iniciativa internacional de enfrentamento da exploração sexual de crianças no turismo); apoia o movimento do Dia 18 de maio como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes; realizou inúmeras campanhas de engajamento que já atingiram milhares de pessoas, entre funcionários, ex-funcionários, fornecedores, investidores e hóspedes e; foi reconhecida, em 2012, pela atuação no Brasil, quando recebeu do Comitê Nacional, o prêmio Neide Castanha. 

(*) Crédito da foto: congerdesign/Pixabay

 

Comentários