Azul Linhas Aéreas inicia stopover em São Paulo

Stopover - azul linhas aéreas_DóriaDória: medida usada em outras partes do mundo para impulsionar o destino

Em cerimônia realizada hoje (4), no Palácio Bandeirantes, o governo paulista confirmou mais um serviço de stopover no estado. Depois da Gol Linhas Aéreas Inteligentes, chegou a vez da Azul Linhas Aéreas aderir ao projeto. A partir de agora, passageiros que quiserem estender conexão, na ida ou volta de suas viagens domésticas e internacionais, poderão ficar em São Paulo por até três dias, sem custo adicional.

O serviço já está disponível no site da empresa e é oferecido em Viracopos (Campinas), Guarulhos e Congonhas. Para utilizá-lo, o cliente deve selecioná-lo na seção “Para sua viagem” e escolher os voos. A taxa de embarque do aeroporto de parada é adicional. A única regra é que o embarque deve acontecer no mesmo terminal de parada. Outra novidade é inclusão da Azul Viagens ao programa, que passa a oferecer pacotes completos para essa modalidade.

“O stopover é um programa internacional que chega ao Brasil pela primeira vez. E chega por São Paulo”, destaca o governador João Doria. “Ao oferecer ao turista a possibilidade de ficar em São Paulo sem custo adicional, damos a ele tempo para conhecer a cidade e visitar outros destinos no litoral ou interior. A permanência desses visitantes por mais dias vai estimular ainda mais o turismo paulista, que já cresceu 7,7% no primeiro semestre deste ano”, acrescenta Vinicius Lummertz, secretário estadual de Turismo de São Paulo.

Stopover e novos voos

A partir de 20 de novembro, a Azul lança rota direta entre a capital e Ribeirão Preto e Bauru. Ao todo, serão acrescidas três e duas frequências diárias, respectivamente, ligando o interior a São Paulo. Os voos serão operados pela aeronave turboélice ATR 72-600 e as vendas se iniciam nas próximas semanas.

Desde o início do programa São Paulo Pra Todos, a Azul já adicionou mais de 300 voos semanais a partir de São Paulo. Nos próximos meses, cerca de 50 frequências semanais adicionais programadas para novembro e dezembro entram na malha da empresa. “O incentivo de redução de alíquota de ICMS tem sido muito positivo e um estímulo importante para conseguirmos oferecer mais comodidade para e opções de voos para os nossos Cliente”, comenta John Rodgerson, presidente da Azul Linhas Aéreas. 

(*) Crédito das fotos: Divulgação/Governo do estado de São Paulo

Comentários