Baía de Todos os Santos é referência em Salvador

Elevador_bahiaVista da baía de Todos os Santos a partir do Elevador Lacerda (foto: Fábio Rodrigues /wikipedia.org)

A maior baía em volume de água do Brasil é um dos principais marcos da cidade de Salvador. O atrativo de 1.052 km², possui mais de 50 ilhas compondo sua paisagem, e já se tornou tradicional opção de lazer para moradores e visitantes da cidade. O nome tem origem na data em que a missão de reconhecimento portuguesa avistou o local: 1 de novembro, considerado o dia de Todos os Santos na religião católica. Mais de 500 anos depois, é possível conhecer uma pequena parte da 'baía grande e bela' a partir de um passeio de escuna pela Ilha dos Frades e Itaparica. O roteiro é feito todos os dias por empresas que vendem as entradas no próprio Centro Náutico, atrás do Mercado Modelo. A saída é feita por volta das 09h, com volta prevista para 17h30. A primeira parada é na Ilha dos Frades. O mar encanta pelo degradê de cores, que varia entre o azul e o esverdeado. Para chegar até a areia, é preciso passar por um trajeto de pedras cortado pelas águas, oportunidade para admirar a variedade de corais e pequenas espécies marinhas que vivem por lá. A estada para o banho de mar costuma ser de duas horas. Em seguida, a escuna segue para a ilha de Itaparica. Os viajantes desembarcam na praia da Ponta de Areia, considerada uma das preferidas pelos frequentadores da região. Além de desfrutar da beleza e tranquilidade da praia, os visitantes costumam almoçar durante a parada. Este também pode ser um momento para levar uma lembrança material para casa, já que é comum os vendedores oferecerem conchas e pequenos corais para os turistas. Serviço bahia.com.br www.bahiatursa.ba.gov.br  

Comentários