Baixada Santista é alvo de levantamento de dados para diagnóstico sobre o turismo na região


Praia da Gruta - Cama de Anchieta - Itanhaém (SP) 
(foto:divulgação/Press Works)

Criar uma Agenda Propositiva sobre a região da Baixada Santista e apresentá-la aos deputados eleitos no próximo pleito federal, que acontece em outubro. Este é o objetivo do trabalho de coleta de informações iniciado por Aristides Faria, consultor e professor de hotelaria na cidade de Santos. O executivo está mobilizando profissionais da região para a criação de um diagnóstico sobre as condições do turismo na baixada. 

A iniciativa, que também compreende as cidades de Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande e São Vicente, tem três frentes de atuação. A primeira é uma pesquisa de opinião pública online voltada a profissionais, empresários e estudantes do setor. Mais de 600 pessoas já participaram e a meta é chegar a 1000 até o final de setemrbro. 

"Queremos ouvir quem está envolvido diariamente com o turismo, como guias, agentes de viagens e funcionários da hotelaria", explica Faria, autor e coordenador da iniciativa. O levantamento está disponível pelo link https://goo.gl/Q9p3c5.

Juntamente com outros especialistas da área, Faria também realizou visitas técnicas a pontos turísticos e postos de informações da Baixada Santista, observando as condições dos locais para recepcionar visitantes. Alguns itens analisados são segurança, atendimento, custo, acessibilidade e manutenção. "A maior parte dos atrativos precisa de melhorias para receber o público", comenta o professor.

Serviço
www.santos.sp.gov.br

Comentários