Balanço do turismo mexicano aponta números de 2016; destino recebeu 35 milhões de viajantes estrangeiros

Há quase três anos vivendo período de retomada no que diz respeito à presença de turistas internacionais, o México superou mais um ano com números dignos de comemoração. Em balanço publicado ontem (1), o CPTM (Conselho de Promoção Turística do México) comunicou a quebra de recorde em presença estrangeira. Durante 2016, mais de 35 milhões de turistas de outras nações estiveram em solo mexicano. O índice simboliza crescimento de 9% em relação a 2015.

O aumento é mais do que o dobro da média da indústria global, que foi de 3,9% segundo a OMT (Organização Mundial de Turismo) em janeiro de 2017. 

No levantamento divulgado pela entidade mexicana está salientado que o aumento pode ser atribuído a maior presença de visitantes em destinos e empreendimentos considerados luxuosos.

"O crescimento sustentável e rápido do México mostra a incrível qualidade e diversidade da oferta de turismo e do trabalho árduo para toda a indústria, tanto internacional quanto doméstica. Mais de nove milhões de mexicanos que trabalham no setor de turismo e hotelaria fizeram do seu principal objetivo garantir experiências incríveis aos visitantes", afirma Lourdes Berho, CEO do Conselho de Promoção Turística do México. "Já temos planos para garantir que em 2017 continuemos a receber bem os turistas e oferecer razões para voltarem sempre", acrescenta.

A guinada no panorama do turismo mexicano, coincidentemente ou não, se deu com o início do governo de Enrique Peña Nieto, em 2012. Três anos após sua posse, na abertura de uma feira nacional, Nieto celebrou o primeiro recorde de sua gestão no quesito turismo e garantiu seu interesse em criar políticas públicas que desenvolvessem as cidades do País por meio da chegada de viajantes. A intenção parece ainda vigorar como pleno de governo naquele país.

Serviço
visitmexico.com

* Foto de capa: arquivo HN/Filip Calixto

Comentários