Barbara Ronchi: uma trajetória marcada por memórias afetivas

barbara ronchiBarbara: não tem nada melhor do que receber mensagens de clientes contando como os momentos foram mágicos

Com sotaque tipicamente carioca, é difícil imaginar que Barbara Ronchi, proprietária do Hotel Vila d’este (RJ) é nascida em Córdoba, na Argentina. A empresária chegou ao Brasil com 12 anos e fez do país o cenário de sua vida pessoal e profissional, seguindo os passos do pai, Angelo Ronchi, também hoteleiro.

Com os pais, ela aprendeu que os cuidados estão nos mínimos detalhes. “E não apenas para receber visitas, mas para nós mesmos. Ambos sempre tiveram um forte senso estético, adoravam sair e viajar para garimpar itens num antiquário ou em um artesão perdido na estrada”, relembra.

Da zona rural argentina, o pai deixou o trabalho no setor de processamento de trigo para empreender na hotelaria. Com a família, ele mudou-se para Bariloche onde começou sua trajetória que, futuramente, serviria de inspiração para a filha. “Comecei a trabalhar muito cedo ajudando minha mãe nos afazeres dos hotéis. A vida profissional do meu pai, sempre relacionada à atuação na hotelaria e tendo morado por anos em diversos hotéis, me permitiu observar a transposição de um prazer pessoal para o âmbito profissional”.

Em 1969, Angelo pisou pela primeira vez em Búzios a convite de amigos e foi amor à primeira vista. O hoteleiro se encantou pela região, até então quase intocada. Mais tarde, em 1978, o profissional firmou residência fixa com a família no Brasil e, desde então, Barbara construiu sua vida na cidade carioca.

Graduada em Letras pela PUC-RJ, sua formação ajudou no processo de comunicação com os hóspedes do Vila d’este. “Sempre gostei muito de literatura, mas era muito nova e não sabia direito ainda o que fazer. Também prestei vestibular para Arquitetura e Medicina”, conta.

Apesar dos estudos, ela afirma que sua verdadeira faculdade foram os anos vividos dentro dos hotéis e a herança da paixão pelo bem receber. “Meu contato com a hotelaria começou de uma maneira familiar e o Vila é uma extensão de tudo que vivi”.

O jardim secreto de Barbara Ronchi

Em 1995, seu pai a presenteou com o Hotel Vila d’este. Sem experiência administrativa, a empresária conta que no dia a dia das operações construiu sua visão de mercado e atendimento. “Foi uma faculdade da vida. Aprendi a aceitar desafios, a ser versátil e a exercer minha paixão pela hotelaria”.

Desde 2013 integrante da Associação Roteiros de Charme, o empreendimento é fruto de memórias afetivas de infância. Carinhosamente chamado de “jardim secreto” pela proprietária, o hotel possui 20 acomodações e é decorado com muitas obras de arte. “Essa característica reflete o nosso propósito, o de valorizar a singularidade, compondo em cada ambiente uma atmosfera em plena sintonia com a nossa personalidade, que privilegia o atendimento sob medida e personalizado”.

Com o bem receber em seu DNA, Barbara afirma que a satisfação dos clientes é seu maior prazer pela profissão. “Não tem nada melhor nesse meio do que receber mensagens dos clientes contando como aqueles momentos na Vila, que chamo de meu jardim secreto, foram mágicos e serão levados para sempre como um tesouro”.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Baobá Comunicação

Comentários