Bariloche estima 50 mil turistas brasileiros no inverno de 2019

Bariloche - Turistas brasileirosRepresentantes do turismo argentino presentes na coletiva de imprensa

Em evento no Consulado Geral da República Argentina, em São Paulo, a Emprotur (Organização de Promoção Turística na Região) anunciou novidades de Bariloche em 2019. Com uma série de ações realizadas no Brasil, o órgão de turismo projeta a visita de 50 mil turistas brasileiros durante a temporada de inverno. O número representa crescimento de 16% em relação a temporada 2018/2019.

De acordo com Leopoldo Tiberi, diretor do Turismo de Bariloche, algumas questões justificam a alta expectativa. “Não só Bariloche, como a Argentina em si, tem melhorado principalmente sua conectividade aérea”, disse. “O Brasil é um dos maiores incentivos para continuarmos com a promoção e outras ações”, complementa Tiberi.

Ao todo, são seis novidades com relação a malha aérea. A Latam Airlines oferecerá voos todos os dias, de 1º de julho a 15 de agosto, entre São Paulo e Bariloche. Já a Aerolíneas Argentinas terá operações extras com conexões em Buenos Aires. “Um ponto importante na expansão é pensar nas conexões aéreas nacionais. Hoje, Bariloche está ligada a cidades como Córdoba, Mendoza, Rosário e Calafate, por exemplo”, afirmou o diretor.

Em relação a empresas brasileiras, o destino firmou acordo com a Azul Linhas Aéreas e Decolar. A primeira ofertará três voos semanais a partir de 15 de junho, além de uma frequência semanal o ano todo. Ambas operações partem do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP).

Por sua vez, a Decolar.com comercializará 100 voos charters para o destino, que será o primeiro da organização para fora do país. A operação se inicia a partir de 1º de junho.

Bariloche: além do inverno

Com o fortalecimento do mercado de inverno, com forte presença brasileira, Bariloche quer mostrar algo novo aos turistas. O preço competitivo, eventos, festividades e a gastronomia local são alguns dos pontos explorados para incrementar o turismo além do inverno.

Sendo assim, sem uma expectativa definida, a ideia da Emprotur para os próximos meses é trabalhar as quatros estações da região. “Como medidas prioritárias nessa prospecção de verão, primavera e outono, apresentaremos a viabilidade do destino. Os preços serão nosso principal trunfo, juntamente com a relação com agências de viagens, imprensa e empresas aéreas”, finalizou Tiberi.

(*) Crédito da foto: Lucas Kina/Hotelier News

Comentários