BC revisa para baixo (novamente) previsão do PIB

PIB - redução para 2019 BCVarejo tenta reagir, mas expectativa para economia só piora 

Pela sexta vez consecutiva, o Banco Central reviu a projeção de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) para 2019. Se, em 1º de abril, a estimativa baixava dos 2% pela primeira vez, dessa vez a projeção caiu um pouquinho. Segundo o boletim Focus, a expectativa recuou de 1,98% para 1,97%.

Para 2020, o cálculo para o crescimento do PIB recuou de 2,75% para 2,70%, na terceira redução consecutiva. As projeções de crescimento do PIB para 2021 e 2022 permaneceram em 2,50%. O boletim Focus é produzido semanalmente pelo BC e ouve executivos de diferentes instituições financeiras.

Ainda segundo o BC, a estimativa para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) foi ajustada de 3,89% para 3,90% este ano. Para 2020, a previsão segue em 4% e, para 2021 e 2022, também não houve alteração: 3,75%. Vale destacar que, de acordo com o Conselho Monetário Nacional (CMN), a meta de inflação de 2019 é de 4,25.

PIB e Selic

Para controlar a inflação, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic. Para o mercado financeiro, o indicador deve permanecer no seu mínimo histórico de 6,5% até o fim de 2019. Para o fim de 2020, a projeção segue em 7,5% e, para 2020 e 2021, a expectativa permanece em 8%.

Já a previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar permanece em R$ 3,70 no fim de 2019. Para a estimativa para o final de 2020 ficou em R$ 3,75.

Para ler o conteúdo original, acesse https://bit.ly/2Ilx97g.

(*) Crédito da foto: Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil

Comentários