Blue Tree Morumbi: um hotel executivo surpreendente

Pôr do sol na capital paulista (fotos: Aline Costa)
- Vocês já vão descer? Querem que eu segure o elevador? - Ah, sim... por favor. Vem filha! Vamos, corre, corre!
A mãe, o pai, o filho mais velho e a filhinha entram no elevador.
- Estamos todos aqui? Um, dois, três, quatro! - diz a mãe, olhando para a menininha. - Um, dois, três, quatro, cinco! - corrige a criança, olhando para mim.
- Você contou comigo! - É! - Puxa, obrigada! Você está indo passear? - Eu vou no Parque da Abelha!
Esse diálogo não aconteceu em um resort, nem em um hotel de lazer. E o Parque da Abelha não é o kids club de nenhum empreendimento. A mãe me explicou que, na verdade, a família estava indo para o Parque do Ibirapuera (chamado carinhosamente de Parque da Abelha pela menininha), provavelmente o mais famoso da capital paulista. O local fica a cerca de 15 minutos de carro do Blue Tree Morumbi.
Claro que ficamos hospedados no hotel durante um final de semana - de segunda até quinta-feira, o hotel é frequentado majoritamente por executivos homens. E quem coordena toda a recepção de "gregos e troianos" é a soteropolitana Eliana Ribeiro, diretora de Hospitalidade.
"Eu amo essa cidade e só conhecendo bem suas limitações e qualidades é que conseguimos entender o impacto que ela causa nas pessoas e podemos recebê-las bem!", comenta. "São Paulo me ensinou ainda que não adianta ter pressa. Independentemente da minha vontade, as coisas vão acontecer no tempo certo, não na hora que eu quero", pondera. "Eu brinco que gosto do ar puro e desse trânsito. Em que outra cidade você consegue relaxar tanto enquanto dirige? Dá para ter um monte de ideias novas enquanto ficamos parados!", brinca.
Agora vamos conhecer um pouco das instalações do hotel.
*Por Aline Costa
  Full time
     
  Sorrisos são o cartão de visitas do hotel
Não é nas fotos que vamos conhecer o melhor do Blue Tree Morumbi. O maior diferencial do hotel está na cortesia ímpar de seus colaboradores. Logo que cheguei, ganhei muitos sorrisos, explicações sobre o uso do cartão nos elevadores e uma ligação  para saber se o quarto estava em ordem minutos depois de eu ter subido.
A gentileza é tanta que não cabe nas dependências do hotel. "Realizamos ações periódicas de visitas à entidades assistenciais, para as quais arrecadamos e distribuímos agasalhos; apoiamos a Casa do Ancião e organizamos projetos em datas específicas como Páscoa e Natal", comenta Eliana.
Recepção e lobby Entrada À esquerda, a recepção e o bar do lobby À direita, o lobby e uma sala com computadores conectados à internet
A recepção é bem clean
O aquário traz mais vida ao local Balcão com alguns folhetos e cartaz com a previsão do tempo
Tons de rosa e roxo são muito usados em quartos de menina, mas aqui eles vem com elegância e sobriedade
  Florais e estampas contrastam com a cor clara do piso e o cinza chapado das cortinas ao fundo Estas cadeiras ficam em frente à recepção, no meio do caminho para o lobby bar. Um ambiente mais clean entre dois espaços coloridos. 
À meia luz o bar do lobby fica mais charmoso
Poltronas confortáveis para receber os clientes No mesmo espaço, mas por outro ângulo, vemos a TV
Acomodações
Os móveis e detalhes em vermelho contrastam com a base clean da decoração do apartamento
Muitos mimos. Logo que entrei no apartamento vi dois pacotinhos. Um com cremes da Granado e outro com delicosas mini-trufas. No banheiro, mais um pacote azul, com uma pequena necessaire, sabone e lixa de unha. Isso sem contar na bacia para escalda-pés.
Hidratante para o corpo, sabonete, shampo e condicionador  
Chocolate!
As bolinhas de gude ainda possibilitam uma espécie de massagem! 
Mais um presentinho no banheiro
Todos os mimos estavam acompanhados de mensagens que reforçavam a importância de nos cuidarmos. A carta que veio com os chocolates foi escrita a mão pela própria Eliana.O que mais chamou atenção, foi a bacia para escalda-pés. Uma ideia simples, com custo baixo, mas resultado encantador. Demonstra que a preocupação com o bem estar do hóspede vai além do padrão.
O roupão é um convite para ficarmos à vontade no quarto A água Perrier chama atenção
Mesa de trabalho e a porta que nos leva para saída do quarto e também para a ante sala   Outro ângulo   Para ver e para comer
Detalhes deixam o quarto mais familiar
O banheiro conta ainda com espelho especial para maquiagem Amenities são sempre bem vindas
  Banheiro da ante sala O sofá pode ser usado como cama
Mais uma TV no apartamento
Só é possível acessar os andares com o cartão do apartamento Na parede do elevador, prestígio para os colaboradores
Sinalização para as UH's
  Os quadros chamam a atenção
      Apartamento Luxo Já na suíte master, há até microondas
  Mais um ambiente
 
Sala de reunião 
Muitas revistas à disposição
Junto com a TV e guloseimas No quarto, outra mesa de trabalho
Em vez de um simples armário, um grande closet
TV tela plana
Roupões e chinelos são mimos aos hóspedes Delicadeza nos detalhes 
Health center
Entrada do spa
Quando o elevador chega ao último andar do Blue Tree Morumbi e olhamos para esquerda, vemos a entrada para o spa da Fernanda Nasser. O espaço deve passar por reformulações ao longo deste ano para ficar ainda mais aconchegante.
Viviane e Fernanda Nasser
Cores descontraem uma das salas
  Outros ângulos do espaço
Uma das salas de tratamentos. Os produtos usados são da Mary Cohr
Recomendamos a hidratação facial com drenagem e a massagem sueca   Muito conforto
Alguns tratamentos são feitos na jacuzzi
Ainda no último andar, mas do lado oposto A piscina coberta... ... e a descoberta são "espelho" uma da outra
Acesso para cadeirantes
Área externa
Restaurante Mensagem de boas vindas na entrada do restaurante 
O restaurante do Blue Tree Morumbi é aberto a passantes. Devido ao ambiente aconchegante, à meia luz e com clipes de músicas bem calmas sendo exibidos em uma das paredes, notamos que o local é muito frequentado por casais.
Clipes no telão
Logo na entrada sentimos o clima intimista
  O ambiente é amplo
 
Entrada A salada caprese estava deliciosa  Não resisitimos ao clichê e pedimos um yakissoba no restaurante da rede com raízes japonesas Um maravilhoso sorvete de chá verde com calda levemente aquecida de frutas vermelhas   Estação japonesa no café da manhã   É praticamente um brunch Tem também os itens mais tradicionais, como pães...
...e frutas 
Eventos
Área de convivência
A área de eventos do hotel tem como proposta ser um espaço diferenciado, para quem quer realizar ações com valor agregado. "Para corporificar isso, criamos a sala Diamante, que se destaca das demais por ser um local mais elegante, no qual executivos de alto escalão podem se sentir em um ambiente mais próximo do vivenciado pelos seus clientes", comenta Eliana.
Outra aposta, que está rendendo bons resultados há seis meses, é a aplicação de tarifas diferenciadas para eventos realizados no fim de semana. Presenciamos de perto um evento empresarial em pleno domingo. Casamentos e eventos sociais também geram muita demanda para o período.
Recepção de eventos
  Pelas paredes
Hall entre salas
  Para espairecer Sala Diamante   O ambiente traz um ar de sofisticação
  Poltronas na entrada e mais uma TV
São Paulo
São Paulo completou 457 anos na semana passada (25 de janeiro). Ao longo desses anos, a cidade recebeu alcunhas como "Terra da Garoa" e "Capital do Trabalho", títulos que não são atraentes para o turista de lazer. Contudo, devido ao forte trabalho de "reposicionamento de marca", a Paulicéia Desvairada passou a ser a capital de tudo o que há de bom. É capital da cultura, capital da gastronomia, capital do entretenimento, capital da diversidade, capital das compras, capital da hospitalidade... enfim, São Paulo é "A Capital". E a cada criança que nasce, a cada estrangeiro ou imigrante que chega, ainda ganha um espaço novo. Como o Parque da Abelha, por exemplo!
Claro que há problemas. O turista precisa ficar atento aos seus pertences e entender a pressa de um ou outro que fique bufando atrás do visitante enquanto esse, parado no meio da escada rolante, observa a beleza das estações de metrô (se não for horário de pico). Mesmo assim, a cidade vale a visita. Para cada executivo apressado, você vai encontrar dois paulistanos dispostos a te explicar como chegar nos principais pontos turísticos, bater papo e abrir um sorriso.
Perguntei para o recepcionista o que ele costuma indicar para os visitantes que pedem sugestões sobre o que fazer. Ele disse que recomenda o Vila Country. E explica que, embora não goste muito da música, a estrutura do lugar é incrível e o ambiente é ótimo para quem quer algo mais agitado. Já para aqueles que preferem um barzinho, ele aposta que o Bar do Juarez seja uma boa opção.
Se você gosta de um bom rock'n roll, a dica é dar uma passada no Morrison Rock Bar, na Inácio pereira da Rocha, Vila Madalena. Este endereço abriga vários outros locais descolados. Assim, se você não gostar da primeira opção, poderá trocar de "destino" facilmente. Se a ideia é curtir um pub com uma carta de bebidas variadíssimas, conheça o O'Malleys, que fica pertinho da estação de metrô Consolação. Todos os locais citados até aqui ficam a cerca de 15 minutos de carro do hotel.
Para se divertir de dia, o Parque do Ibirapuera é um dos melhores lugares. O local abriga 23 atrações, desde as mais famosas, como a Oca e o Museu de Arte Moderna; até algumas menos conhecidas, como o Museu Afro Brasil, Viveiro Manequinho Lopes e Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz. Outro destino que vale por muitos é a Avenida Paulista. Lá, além do Masp e do Conjunto Nacional (onde fica uma unidade do Centro Cultural da Caixa Econômica Federal e a Livraria Cultura), há também uma unidade do Sesc e do Banco Itaú, sem contar com a Casa das Rosas. Todos esses lugares oferecem exposições gratuitas, entre outras atividades.
Serviço Avenida  Roque Petroni Junior, 1000 -Brooklin CEP: 04707-000 São Paulo - SP Tel.: 55 (11) 5187 1200 Fax: 55 (11) 5187 1221

Comentários