Brasil foi o destino favoritos dos brasileiros em 2018, segundo Booking.com

Booking.com- pesquisaMaioria dos turistas brasileiros fazem as malas para relaxar

A Booking.com, uma das principais OTAs do mercado hoteleiro, realizou uma pesquisa que revelou os destinos preferidos e motivações para viajar de turistas de diferentes países. O estudo revela como a nacionalidade interfere no estilo de viagem escolhido. No quesito destinos, os brasileiros priorizaram rotas nacionais no ano passado.

Para a maioria dos viajantes, o principal motivo é o mesmo: descansar. Cerca de 89% dos brasileiros afirmam buscar “relaxamento mental” na hora de fazer as malas. Já os argentinos apresentaram um perfil mais nostálgico: 73% alegaram viajar para “reviver bons momentos”. Enquanto isso, franceses (82%) e dinamarqueses (77%) citaram “sentir-se livre para fazer o que tiver vontade” como principal interesse.

“Vivenciar um estilo de vida mais simples” é a principal motivação de chineses e taiwaneses (83% e 73%, respectivamente). Alemães, japoneses e cidadãos de Hong Kong gostam de “sair da rotina” (72%, 66% e 80%, respectivamente). Para algumas nacionalidades, viajar é sinônimo de status: indonésios (75%), indianos (75%) e filipinos (80%) mencionaram que “ir a lugares que seus amigos nunca foram antes” é a principal razão para conhecer novos destinos.

No entanto, existe uma divergência global em relação ao turismo de aventura. Os viajantes russos alegaram passar seu tempo livre “buscando adrenalina”, enquanto a opção para alemães e holandeses aparece em último lugar da lista. 

Booking.com: destinos

Além da motivação, a preferência por destinos também varia de acordo com a nacionalidade. A maioria dos viajantes escolhe o local para passar as férias com base em categorias como “segurança pessoal” e “limpeza”. Já os turistas brasileiros dão prioridade a lugares com belezas naturais acima da segurança. Não é à toa que o próprio Brasil está no topo da lista dos destinos favoritos dos viajantes em 2018, seguido por Uruguai e Paraguai.

O fator “fácil acesso” também influencia muitos turistas. Isso explica o porquê do alto fluxo de indianos no Butão ou de argentinos no Paraguai. 

Em 2018, a Booking Holdings, dona da Booking.com, Kayak e Open Table, investiu US$ 4,6 bilhões em marketing majoritariamente online. Grande parte da quantia foi direcionada a plataformas como Google Ads. 

 

 

 

(*) Crédito da foto: Gabriel Vannini/Pixabay

(**) Crédito da foto: Vanessaobrzut/Pixabay

Comentários