Breton quer elevar de 5% para 15% a participação da hotelaria nas vendas até 2021

Breton RivkindRivkind: empresa quer ter 20 lojas até 2022

Especializada em móveis, a Breton quer ampliar a participação da hotelaria na sua carteira de clientes. Atualmente, segundo a empresa, o setor representa apenas 5% das vendas. A meta da companhia é elevar esse percentual para 15% até 2021.

Andre Rivkind, diretor Administrativo da Breton, destaca que a empresa sempre atendeu a pequenos empreendimentos hoteleiros. “O residencial sempre teve mais relevância, nunca tivemos uma área voltada para vendas corporativas”, destaca o executivo. “Há mais ou menos três anos, contudo, resolvemos criar uma área focada em hotéis, restaurantes, escritórios e consultórios”, completa.

Hoje, os móveis Breton estão em empreendimentos de redes como AccorHotels e Hilton Hotels, bem como em muitos hotéis independente. Rivkind garante que os planos para aumentar a representatividade do setor nas vendas já estão sendo postos em ação.

"Faremos visitas e apresentações destacando a qualidade dos nossos produtos. Além disso, faremos rodadas de encontros em escritórios, palestras com investidores, participação de eventos do setor e fazendo publicidade em meios de comunicação. A chave é divulgação e trabalho", acentua o profissional.

Futuro da Breton

Expandir os pontos de venda da marca também é objetivo primário da empresa. "Em nossas lojas físicas, os clientes podem conhecer produtos e garantir a qualidade. Em meio a estas visitas, surgem clientes corporativos que são direcionados ao setor específico. Por isso, é importante aumentarmos também nossa participação em shoppings", explica Rivkind.

A próxima loja a ser inaugurada fica em Salvador, representando a sétima unidade da marca em funcionamento. A previsão de abertura é para junho. “Nosso objetivo é ter 20 pontos de vendas, entre lojas próprias e franquias, até 2022”, destaca diretor.

(*) Crédito da foto: Alexandre Virgilio/Breton

Comentários