Brotas (SP) cria plano estratégico para baixa temporada e colhe bom resultados

BrotasEm agosto, Brotas arrecadou com R$ 614,9 mil com ISS

Como em outros destinos mundo afora, a sazonalidade é um obstáculo também para Brotas (SP). Para driblar os efeitos da queda de movimento durante a baixa temporada, a cidade promoveu um plano estratégico para trazer visitantes. Encabeçado pela Secretaria Municipal de Turismo, o projeto mira a captação de grandes eventos.

Referência em turismo de aventura, a cidade teve 10.858 atividades turísticas realizadas em agosto, 45% superior frente a igual período de 2017. Até o mês citado, o município arrecadou R$ 614,9 mil em ISS (Imposto sobre Serviço) oriundos de atividades turísticas. "Do valor que for arrecadado pela cidade em 2018, 25% será destinado à educação e 15% para a saúde", afirma Fabio Pontes, secretário municipal de Turismo. Em 2017, Brotas recebeu 280 mil turistas.

Pontes explica que o calendário de eventos da cidade realizado este ano fez com que o Brotas Gourmet fosse estendido para o mês inteiro de agosto. Além de dar mais foco ao encontro, o Trirex (corrida de aventura programada para setembro), também foi deslocado para o mesmo mês. "Aumentamos o fluxo de turistas durante o mês no qual Brotas fica mais vazio", diz Pontes.

Brotas: futuro

Para 2018, a pasta encomendou um plano de marketing para ampliar a divulgação do destino. Pontes afirma que o trabalho estratégico será aprofundado, discutindo com antecedência o calendário de eventos do próximo ano. "Pela primeira vez, em 2019, teremos plano de marketing para nortear as ações de comunicação e mídia”, acrescenta.

O bom desempenho faz com que a iniciativa privada também invista, segundo o secretário. Prova disso é a cidade ter ganho duas novas atrações turísticas: a Alameda Catharina, espaço com lojas, restaurantes, serviços e praça de alimentação; e o Ecoparque Cassorova, ponte suspensa com mais de 100 metros de altura.

Em breve, a terceira atração será inaugurada. Trata-se de uma megapiscina de borda infinita no Recanto das Cachoeiras. "Juntando os três empreendimentos citados, Brotas investiu cerca de R$ 6 milhões”, revela Fabio Pontes.

(*) Crédito da foto: Divulgação/Estância Turística de Brotas

Comentários