Carta Ambiental Accor: exemplo a ser seguido

Por Karina Miotto

Não é segredo para ninguém a importância em preservarmos nosso planeta. A situação já chegou no limite e não dá mais para deixar para amanhã. Um estudo publicado pela Ony em 2005 chamado Avaliação Ecossistêmica do Milênio analisou ecossistemas de toda a Terra em um trabalho de pesquisa que reuniu 1.350 cientistas de 95 países e resultou em uma informação bem clara e objetiva: a humanidade consome os recursos naturais a uma velocidade 20% (hoje, 23%) maior do que o que eles conseguem se renovar. E vai além: a mudança de atitude de todos nós deve começar imediatamente. Logo, quaisquer ações que minimizem impactos ao meio ambiente são, além de urgentes, muito positivas.

Essa preocupação com a natureza rendeu inspiração e motivação a cerca de 40 profissionais da Accor Hotels, quando começaram a se reunir, sete anos atrás, para a formação de um projeto chamado Carta Ambiental com o objetivo de propor ações que minimizassem os impactos ambientais de seus empreendimentos.

Lançada em 2000, continha 15 itens. O tempo passou, o interesse por outras formas de ação aumentou, novas reuniões surgiram e, em 2006, mais 50 itens foram incorporados. Hoje, a carta contém 65 pontos. No que tange à hotelaria, atualmente 4 mil hotéis da marca em 140 países procuram cumprir pelo menos 20 das ações estipuladas.

A América do Sul tem se destacado. "Em 2006 foi feito um balanço e Brasil, Argentina, Chile, Uruguai, Colômbia, Peru e Equador atingiram a média de 27 itens cumpridos. Em 2007, a meta nestes países aumentou para 30", afirma Odair Roque, diretor de Implementação da Accor nestas regiões.


Odair Roque
(foto: divulgação)

O executivo tem plena convicção de que este é um trabalho de suma importância e já observa governos e outras companhias, inspirados pela Accor, a também criarem suas próprias ações em benefício do meio ambiente. "Já observamos o interesse de nossos concorrentes. Junto ao Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (Fohb) procuramos criar um movimento de sensibilização com ações ambientais. Precisamos mostrar a importância dessas ações. Quanto a governos, conseguimos convencer autoridades do Equador e da Colômbia, por exemplo, sobre a necessidade da coleta seletiva", afirma.

E como saber se os empreendimentos estão procurando cumprir a Carta Ambiental? Na hotelaria, o processo é feito da seguinte forma: engenheiros da marca visitam alguns hotéis em diversos países. Na América do Sul o processo é o mesmo, mas no Brasil a complexidade aumenta um pouco. Explica-se: a Accor tem 130 hotéis em 54 cidades. "Os diretores de Operação de cada marca verificam se os itens estão sendo cumpridos", explica Roque. Um controle mensal e anual é feito em todos os países e encaminhado à diretoria mundial na França que, após a avaliação dos dados, lança uma vez ao ano um balanço de suas ações em meio ambiente.

Entre os itens, destacam-se o uso de energia renovável e economia de energia graças à substituição de lâmpadas incandescentes pelas fluorescentes; o uso racional da água, conseguido com a implantação de redutores de vazão para evitar o desperdício; economia de água graças à sua reutilização desde o chuveiro e do lavatório para utilização em descargas de banheiro e, mais uma vez no que tange à água, captação durante as chuvas para lavagem de fachadas, quintais e jardins, sem falar na reciclagem completa do lixo. Essas são apenas algumas das ações. A lista completa você tem logo abaixo.


(imagem: geocities.com)

Roque explica que não existe penalização para empreendimentos da Accor que não cumprem o mínimo pedido. "Como penalizar alguém que não cumpre uma ação social? Isso tem muito a ver com consciência. A idéia de penalidade, ao invés de motivar, desmotiva. Se um filho respeita o pai só pelo medo de apanhar é porque não tem respeito de fato", diz.

E por que vale à pena passar a conscientização ambiental para frente? "Sabemos que o planeta está no limite de suas forças. O homem, em sua ganância, hipocrisia, desobediência e rebeldia, está destruindo o lugar em que vive. Estamos acabando com algo que nos foi delegado por Deus. Precisamos fazer alguma coisa", acredita o executivo.

Se cada um de nós fizer a parte que nos cabe, com certeza legaremos um planeta mais saudável às próximas gerações. E, certamente, estudos como este feito pela ONU, trarão  resultados um pouco mais positivos.

* * *

CARTA AMBIENTAL DO GRUPO ACCOR

INFORMAÇÃO E SENSIBILIZAÇÃO
01. Sensibilizamos os nossos colaboradores para a proteção ambiental
02. Integramos a preservação ambiental às nossas funções
03. Sensibilizamos os nossos clientes para a proteção ambiental
04. Propomos aos nossos clientes meios de transporte menos poluentes
05. Definimos os objetivos de restrição do consumo

ENERGIA
06. Analisamos os nossos consumos mensalmente
07. Fazemos uma lista das melhorias técnicas
08. Organizamos a manutenção preventiva
09. Garantimos a otimização da utilização das instalações técnicas
10. Instalamos um sistema de iluminação eficaz nas fachadas
11. Utilizamos lâmpadas fluorescentes compactas para a iluminação permanente (24 horas)
12. Utilizamos lâmpadas fluorescentes compactas nos quartos
13. Utilizamos Leds para painéis luminosos externos
14. Utilizamos Leds para sinalização das saídas de segurança
15. Utilizamos mini-bares econômicos nos hotéis
16. Isolamos as tubulações que transportam fluídos quentes/frios
17. Utilizamos caldeiras econômicas
18. Recuperamos a energia do sistema de ventilação
19. Utilizamos um sistema de ar-condicionado econômico de energia
20. Recuperamos a energia do sistema de climatização
21. Utilizamos painéis solares para a produção de água quente sanitária
22. Utilizamos painéis solares para o aquecimento da água das piscinas
23. Damos prioridade à energia verde

ÁGUA
24. Definimos os objetivos de controle do consumo
25. Analisamos os nossos consumos mensalmente
26. Utilizamos os redutores de débito nas torneiras
27. Utilizamos os redutores de débito nas duchas
28. Utilizamos banheiros econômicos no que diz respeito ao consumo de água
29. Utilizamos uma lavanderia econômica no que diz respeito ao consumo de água
30. Propomos uma reutilização das toalhas
31. Propomos uma reutilização dos lençóis
32. Eliminamos os sistemas de refrigeração nos quais há perda de água
33. Utilizamos a água da chuva

ÁGUAS RESIDUAIS
34. Recolhemos os óleos alimentares utilizados
35. Recolhemos as gorduras alimentares
36. Tratamos ou encaminhamos para tratamento as águas residuais
37. Reciclamos as águas residuais

RESÍDUOS
38. Reciclamos as embalagens de papel/cartão
39. Reciclamos papéis, jornais e revistas
40. Limitamos a utilização de embalagens não reutilizáveis para o abastecimento do hotel
41. Reciclamos as embalagens de vidro
42. Reciclamos as embalagens plásticas
43. Reciclamos as embalagens metálicas
44. Organizamos uma triagem nos quartos
45. Limitamos a embalagem individual dos produtos de higiene nos quartos
46. Reciclamos os resíduos orgânicos do restaurante
47. Reciclamos os resíduos verdes dos jardins
48. Tratamos as pilhas/baterias do hotel
49. Tratamos as pilhas/baterias dos clientes
50. Reciclamos os resíduos elétricos e eletrônicos
51. Reciclamos os cartuchos
52. Tratamos os tubos/lâmpadas fluorescentes compactas

CAMADA DE OZÔNIO
53. Suprimimos as instalações que contêm CFC
54. Verificamos a estanquidade dos nossos equipamentos

BIODIVERSIDADE
55. Reduzimos a utilização de inseticidas
56. Reduzimos a utilização de herbicidas
57. Reduzimos a utilização de fungicidas
58. Utilizamos adubos orgânicos
59. Utilizamos plantas adaptadas ao contexto local
60. Regamos de forma equilibrada
61. Plantamos pelo menos uma árvore por ano
62. Participamos de ações pela preservação do ambiente local

COMPRAS ECOLÓGICAS
63. Utilizamos papel ecológico
64. Utilizamos produtos com rótulo ecológico
65. Favorecemos a agricultura biológica

* * *

Serviço
www.accorhotels.com.br

Comentários