Cataratas do Iguaçu tem crescimento de 9,3% de turistas estrangeiros em 2018

Cataratas do Iguaçu

O número de turistas estrangeiros que visitaram as Cataratas do Iguaçu aumentou 9,3% no ano passado. Segundo dados de visitação ao Parque Nacional do Iguaçu, fornecidos pela Cataratas S/A e pelo ICMBio, o número de estrangeiros saltou de 796 mil para 870 mil turistas, o equivalente a 46% do total de visitação (1.895.508) em 2018.

O crescimento do índice é explicado pelo bom desempenho de locais como EUA, Canadá, China e países andinos. Outros como Coreia do Sul, Espanha e Inglaterra também apresentaram percentual acima de 10% de visitantes.

Além disso, a implementação do visto eletrônico também é tratada como uma grande ferramenta nesse impulsionamento. No caso de norte-americanos e canadenses, o acréscimo foi de 47,4% e 21,8%, respectivamente, no número de turistas nas cataratas. Com 34.545 visitantes, os EUA subiram da sexta para a quarta colocação no ranking geral de visitantes.

No caso de outros países, Argentina e Paraguai lideram as estatísticas, sendo que brasileiros ainda são maioria na visitação. 

"O visto eletrônico veio na hora certa para abrir as portas para turistas do mundo todo”, afirma Gilmar Piolla, secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos. “A partir disso, a principal medida a ser implementada é uma conectividade aérea mais eficiente.

Cataratas do Iguaçu: outras nacionalidades

Em outros países do continente americano foi indicado o crescimento de visitantes às Cataratas do Iguaçu. O Peru, por exemplo, com cinco voos diretos por semana para Foz do Iguaçu, cresceu 19,1%. 

Colombia (19,9%), Equador (24,4%), Bolívia (16,7%) e Venezuela (45%) também estão na lista positiva. A surpresa negativa ficou por conta dos uruguaios, que caíram em 17,5% na visitas ao local.

Em mercados asiáticos e da Oceania, Austrália e o Japão apresentaram crescimento baixo de 1% e 6,5%, respectivamente. Já o mercado chinês reagiu com expressivos 22,7% de crescimento. 

(*) Crédito da foto: Divulgação/Foz do Iguaçu

Comentários