Circuito Litoral Norte SP inteagra ações de turismo de quatro cidades da região

Circuito Litoral NorteMonteiro: o consórcio busca interações com a iniciativa privada

Ubatuba, Caraguatatuba, Ilhabela e São Sebastião agora passam a integrar o consórcio Circuito Litoral Norte de SP. A inciativa integra os planos diretores de turismo dos quatro municípios constituindo ações regionais visando ampliar o fluxo de turistas nos destinos participantes. Com planejamento próprio, o circuito foi criado a partir da união entre as secretarias municipais.

Em novembro de 2018, foi aprovado em assembleia o estatuto que rege o consórcio – que deve seguir alguns pontos específicos. No mesmo período, o conselho administrativo e fiscal também foi formado onde Gustavo Monteiro foi nomeado secretário executivo. “Desde janeiro estamos com o CNPJ formalizado. Somos uma autarquia pública do litoral norte do estado de São Paulo”, explica Monteiro.

Cada município deverá fazer um aporte financeiro acordado em estatuto por meio de um protocolo de intenções. O valor ratiado será de R$ 1,2 milhão por ano, ou seja, R$ 300 mil por cidade com o intuito de iniciar as ações de constituição do Circuito Litoral Norte. “Os valores investidos devem gerar resultados que retornem para a região”, afirma o secretário.

Este mês, Felipe Augusto, prefeito de São Sebastião tomou posse como presidente do circuito, passando a ser um interlocutor da iniciativa. 

Circuito Litoral Norte: objetivos

Por meio de informações fornecidas pelas secretarias de Turismo das cidades, foi calculada uma taxa média de ocupação da região de 54%. A intenção do consórcio é elevar esse número a 70% em dois anos. “Dependemos ainda de alguns recursos. É uma meta agressiva que pode variar de acordo com os investimentos que forem liberados pelo estado”, pontua Monteiro. “Mas no mínimo 15% de crescimento conseguiremos atingir”. 

O circuito ainda busca interações com a iniciativa privada dos municípios para alavancar a divulgação da ação. “Queremos ser um facilitador para que eles consigam atender a demanda que será gerada no aumento de fluxo de turistas e qualificação dos turistas da região”, ressalta. 

(*) Crédito da capa: 139904/Pixabay

(**) Crédito da foto: Divulgação/Gustavo Monteiro

Comentários